Como Aplicar o Blush em Cada Tipo de Rosto

E ai meninas! O post de hoje traz algumas dicas simples, mas muito importantes na hora de fazer a nossa make: é um guia sobre o jeito correto de aplicar o blush em cada formato de rosto. Vocês sabiam que existia essa diferença de um formato pra outro?
Antes de tudo, é preciso descobrir qual é o seu formato. Se você ainda não sabe, é hora de identificar:

O rosto oval tem as maçãs mais marcadas e o maxilar mais fino, afunilando na direção do queixo.

 
O rosto redondo é aquele que possui as maçãs na mesma proporção do queixo e maxilar, sendo que as maçãs são pouco definidas e quase nunca aparecem.
O rosto triangular é semelhante ao oval – no entanto, o queixo tende a ser mais fino e longo – formando, de fato, um triangulo.


Por último, o rosto quadrado é aquele com o maxilar amplo e bem marcado, aparecendo mais do que as maçãs.
 

Mas, e a aplicação, como funciona para cada um dos tipos?
Rosto oval: aqui, o ideal é equilibrar a bochecha com o queixo – então, devemos chamar a atenção para as maçãs. Passe o blush bem em cima delas, trazendo sempre em direção à raiz do cabelo.
Rosto redondo: o ideal para esse tipo de rosto é passar o blush da diagonal, indo da boca em direção a orelha, logo abaixo das maças. Isso porque, geralmente, quem tem esse formato de rosto busca afiná-lo, e passar o blush dessa forma cria um jogo de sombras que dá a impressão de um rosto mais fino e longo.
Rosto triangular: nesse caso, o mais indicado é passar o blush nas maçãs, mas sem puxá-lo – sempre em movimentos circulares, concentrando o produto apenas nessa região!
Rosto quadrado: o rosto quadrado tem uma estrutura óssea bem marcada, então, nosso principal objetivo é suavizá-la. Pra isso, o blush tem que ser aplicado das maçãs em direção à boca, em um esfumado muito suave.

Olimpíadas Rio 2016: Melhores Momentos

As olimpíadas mal acabaram e o clima de festa já deixou saudade! Foram semanas inesquecíveis e recheadas de momentos emocionantes. Para resgatar o espirito olímpico, que tal relembrarmos os melhores momentos dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que com toda a certeza vão ficar na nossa memória por muito tempo?

Não podia começar de outra forma, né? No templo no futebol, o Maracanã, a seleção masculina conquistou o ouro olímpico no esporte pela primeira vez na história! A medalha tão esperada do esporte mais popular do Brasil.

A primeira medalha de ouro do Brasil foi mais que especial: conquistada pela judoca Rafaela Silva. A atleta havia sido desclassificada da Olimpíada anterior, em Londres, por um golpe ilegal – e, por isso, havia sido alvo de vários ataques racistas na internet.

Thiago Braz também fez história! Ele quebrou um recorde olímpico e também conquistou uma medalha inédita para o Brasil: salto com vara!

Nas últimas duas olimpíadas, o boxeador Robson Conceição havia sido eliminado logo na primeira luta. Nesse ano, ele ganhou o primeiro ouro do Brasil na modalidade.

Não dá pra ficar sem falar do Bolt, né? O jamaicano provou ser uma lenda ao vencer, pela terceira vez nas olimpíadas, a prova de 100 metros rasos. Ele ainda levou mais dois ouros para o país: 200 metros e revezamento. Sem contar que a torcida foi ao delírio ao ver o atleta fazendo o icônico raio ao fim das provas.
 

Michael Phelps – outra lenda! O nadador participou de seis provas, ganhando cinco medalhas de ouro e uma medalha de prata.
 

O canoísta Isaquias Queiroz realizou um feito e tanto: ele foi o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas em uma só olimpíada! Foram duas de prata e uma de bronze.
 

A ginasta Simone Biles também deu o que falar! Na primeira participação nas olimpíadas, a americana faturou cinco medalhas: quatro de ouro e uma de bronze.
 

A lutadora japonesa Kaori Icho se transformou em uma lenda olímpica ao conquistar a sua quarta medalha de ouro consecutiva nos jogos olímpicos!
 

Vocês sabiam que o Quênia venceu TODAS as corridas de 3000m com obstáculos desde 1984? Quem manteve a tradição neste ano foi o atleta Conseslus Kipruto.
 

O Brasil conquistou duas medalhas na ginástica de solo! Diego Hypolito com a prata e Arthur Nory com o bronze.
 

A seleção masculina de vôlei não levava o ouro desde as Olimpíadas de Atenas em 2004! Os meninos se recuperaram das primeiras derrotas e chegaram até a final contra a Rússia – quando ganharam por 3 sets a 0 e emocionaram aos torcedores em um clássico do esporte.
 

O ginasta Arthur Zanetti foi o primeiro campeão olímpico do Brasil em Londres, quatro anos atrás. Na Rio 2016, ele conquistou a prata e se tornou o primeiro ginasta brasileiro com duas medalhas olímpicas.
A nadadora Poliana Okimoto compete pelo Brasil desde os 13 anos! Hoje, com 33 e em sua terceira olimpíada, ela levou o bronze na maratona aquática.
O atleta Felipe Wu conquistou a primeira medalha brasileira ganhada em casa: ele foi prata no tiro esportivo.
A dupla de regata Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram nada menos que a quarta medalha olímpica de ouro!
Outra dupla que nos trouxe orgulho: Ágatha e Bárbara do vôlei de praia não eram as favoritas ao premio – mas lutaram e acabaram com a medalha de prata na modalidade.
Maicon de Andrade Siqueira trouxe mais uma medalha inédita e inesperada pro Brasil: ele ganhou o bronze no taekwondo.
 

Resumão: Encerramento das Olimpíadas Rio 2016

Galera, ontem a cerimônia de encerramento fechou com chave de ouro os 17 dias olímpicos que nos empolgaram e nos fizeram torcer muito! Bora conferir o que aconteceu nessa festa?

A celebração começou com homenagens à cidade maravilhosa: em meio aos passos coreografados, os dançarinos formaram os principais cartões-postais da cidade: os arcos da Lapa, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar.
 

O momento mais emocionante da noite veio logo em seguida: o hino nacional, cantando por um coral de 27 crianças, representando os estados brasileiros. Foi de arrepiar ver a bandeira do país sendo projetada no chão e as crianças simbolizando as estrelas que nela aparecem!
 
A festa teve, é claro, muita música! Martinho da Vila, Dj Kygo, Julia Michaels e Mariene Castro foram algumas das vozes que embalaram a cerimônia. Luiz Gonzaga e a música nordestina também foram homenageados. Além disso, a cantora Roberta Sá tomou o palco caracterizada como Carmem Miranda, relembrando os sucessos da artista. E foi ao som dela que as delegações começaram a entrar no Maracanã. Destaque para o recordista de medalhas do nosso país, Isaquias Queiroz, que trouxe a bandeira do Brasil.
 

A arte popular brasileira, com referências às pinturas rupestres e indígenas, assim como o artesanato brasileiro e a música nordestina também foram homenageados na festa.
Um momento importante: a bandeira olímpica foi passada à governadora de Tóquio, Yukiro Koike. Isso porque o Japão será a sede das Olimpíadas em 2020! Alguém aí já tá ansioso?
 

É tradição na cerimônia que a próxima sede faça uma apresentação, e do Japão foi recheada de tecnologia e referência aos famosos personagens de videogames do país. Mas a parte mais sensacional, com certeza, foi o primeiro-ministro do Japão aparecendo no centro do estádio vestido de Mario Bros, dando a ideia de que ele atravessou a Terra do Japão diretamente ao Brasil!
 

Ao som da música ”Pelo Tempo Que Durar” a pira olímpica foi apagada. E tudo acabou com muita alegria! Os sambistas e percursionistas invadiram o palco e transformaram tudo em um grande carnaval. 50 baianas e 200 passistas, além de um mini carro alegórico tomaram conta do lugar. Menção de honra para a musa Izabel Goulart, que veio à caráter e mostrou que tem muito samba no pé!
 

E aí, curtiram? Qual foi o momento preferido de vocês?

Água Termal e Água Micelar

Água termal e água micelar. Se tem dois produtos que a gente tem ouvido muito falar nos últimos tempos quando o assunto é limpeza de pele, são esses dois.
Mas, você sabe qual a função e os benefícios de cada uma?
A água termal é uma água rica em mineiras, como o ferro, zinco, selênio e silício. Ela serve pra equilibrar a oleosidade e hidratar profundamente a pele. É muito indicada para recuperar a pele, ajudando a tratar queimaduras de sol, irritações na pele e tratamentos.
Ela pode ser usada antes de aplicar a maquiagem ou até ao longo do dia, para refrescar a pele. Uma ótima dica é mantê-la na geladeira durante o verão, assim, ao aplicar, a sensação de frescor vai ser ainda maior! Ela pode, sim, também, ser aplicada no rosto maquiado, uma vez que ela não tem compostos para eliminar a maquiagem da pele.

Já a água micelar, como o nome entrega, é uma água rica em micelas. Mas, o que são micelas? As micelas são agentes de limpeza, que funcionam como um imã para todas as impurezas presentes na nossa pele. Elas atraem toda a sujeira, absorvendo-a sem agredir a pele.
O produto não precisa de enxágue – o ideal é aplicar no rosto com um algodão em movimentos suaves. Ela pode, sim, ser usada para remover a maquiagem. Ou, se você preferir uma limpeza mais power, pode ser usada após o demaquilante para eliminar aquelas sujeirinhas imperceptíveis que a gente não consegue ver.

Filmes Para Quem Ama Moda

Oi, amores! O post de hoje traz dicas de filmes e séries pra quem, assim como eu, ama moda!
 

O Diabo Veste Prada – O filme completou 10 anos em 2016! Nem parece que faz tanto tempo assim, né? Meryl Streep, Anne Hathaway e Emily Blunt nos dão uma aula de estilo nesse filme, em looks que foram considerados atemporais pelos especialistas. Além disso, se passa na redação de uma revista de moda, o que faz a gente se sentir total e completamente por dentro do mundo fashion. Tem até uma pontinha da nossa eterna Gisele Bündchen no elenco! 
 

Bonequinha de Luxo – O filme é um clássico da Audrey Hepburn e, com certeza, um ícone no quesito estilo. É da onde surgiu o tubinho preto icônico usado pela personagem, que se tornou um clássico. Outros itens como os maxicolares e os óculos Ray-Ban Wayfarer também eram presentes no look de Audrey – peças atemporais, que estão em alta até hoje.
 

Os Homens Preferem As Loiras – Outro clássico, dessa vez com a eterna Marilyn como estrela. O filme possui os trajes mais marcantes da atriz do cinema – como, por exemplo, o famoso tomara-que-caia rosa pink que ela usa no número de “Diamonds Are a Girl’s Best Friend”.
 

As Patricinhas de Beverly Hills – Quem viu esse filme, com toda certeza sonhou com o closet de Alicia Silverstone! Ela eternizou várias tendências dos anos 90, como o estilo college, as mini saias plissadas, os conjuntinhos, top cropped, meias no joelho e muito xadrez!
 

Sex And The City – Tanto nos filmes quanto nas séries, a moda sempre foi um dos personagens principais de Sex And The City. Quem não lembra do vício de Carrie em sapatos e sua coleção que era um sonho de consumo de 10 entre 10 mulheres? O mais legal é o que o filme retrata estilos super diferentes, que nos ajuda a identificar e a criar a personalidade de cada uma das personagens. Carrie usa roupas mais modernas e ousadas, Samantha aposta nos looks sensuais, Charlotte segue na linha romântica, clássica, super lady-like e Miranda com seu gosto mais sério e profissional. Moda pra todos os gostos!
 

Coco Antes de Chanel – Dispensa explicações, né? O filme conta a história de uma das estilistas mais renomadas do mundo, e os looks usados em cena são reproduções de combinações reais utilizadas por Coco em vida. Incrível, né?
 

Bling Ring: A Gangue de Hollywood: É um drama baseado em fatos reais, que conta a história do grupo de adolescentes que assaltava a casa de vários famosos como Paris Hilton, Lindsay Lohan, Megan Fox e Audrina Patridge. Ao longo do filme, vemos a reprodução do closet de vários desses artistas e os looks dos personagens são sempre muito bem pensados, já que claramente, a moda é um item de importância para os personagens.
 

Gossip Girl: A moda está sempre muito presente na série em todos personagens – e os looks fazem um papel forte em reforçar todo o glamour vivido pelos jovens privilegiados de Manhattan. A série é muito atual e as composições sempre muito ousadas, cheias de camadas e peças diferentes. Dá pra pegar muitas inspirações nos looks românticos de Blair e nos modernos de Serena.
 

Factory Girl – O filme conta a história da conceituada modelo Edie Sedgwick, e retrata muito bem o mundo da moda nos 60, repleto de tendências presentes até hoje.