Comida

Saúde: A Importância de Comer de 3 em 3 horas

A gente sempre ouve dizer que é importante e ideal comer de 3 em 3 horas, certo? Mas qual o motivo dessa regra?


O grande objetivo disso é manter a manutenção do nosso metabolismo ativo. Nosso corpo precisa de energia para manter todas as funções funcionando corretamente, e nós precisamos fornecer a ele essa energia. Um ponto importante é que, se a gente não fornece, acabamos gastando muito menos energia do que poderíamos estar gastando – e é comprovado que, dessa forma, o nosso corpo não consegue queimar gordura e passa a queimar proteínas e músculos. Essa regrinha ainda ajuda a evitar os famosos “ataques de fome”, que acabam nos fazendo comer em uma quantidade maior do que o necessário.

Comer no tempo certo também mantém nosso nível de energia alto. As pessoas que passam muito tempo sem comer costumam sentir moleza e cansaço ao longo do dia, justamente por deixar o corpo desprovido de energia. Vale pensar assim: a comida funciona, no nosso organismo, como o combustível funciona em um automóvel.

Outro ponto é a destruição dos músculos. É importante que o corpo receba os nutrientes no tempo certo para que a massa muscular seja mantida. Se o nosso corpo procura nutrientes e não os encontra na comida, ele vai procurar nos músculos, entrando no estado de catabolismo – também conhecido como destruição muscular. As consequências? O corpo tende a ficar cada vez mais flácido.

Dicas Para Quem Mora Sozinho Não Desperdiçar Comida

Quem mora sozinho, sabe: não desperdiçar comida é uma tarefa difícil! Por isso, separei algumas dicas que podemos adaptar para evitar isso e aproveitar os alimentos ao máximo.
 

Ao fazer uma receita, lembre-se sempre de levar em conta o rendimento delas! É uma dica simples, mas que faz toda a diferença. As porções, geralmente, são dadas para cerca de quatro pessoas – o ideal, então, é dividir e adaptar a quantidade para apenas uma.
Sobrou comida? Não jogue fora. O congelador pode ser o melhor amigo de quem mora sozinho, e você pode estender um prato por um bom tempo quando guardado ali. Além disso, você pode fazer uma receita grande no começo da semana e congelar por porções – assim, você vai descongelando ao longo dos dias e reduz o trabalho na cozinha.
Procure a porção ideal por pessoa de todas as comidas. Por exemplo: 200g de carne, ¼ de xícara de chá de arroz, 250g de feijão e 100g de macarrão são as quantidades indicadas para a refeição de uma pessoa.
Você ainda pode optar pelos saquinhos de porções individuais – desde carnes até saladas. Os supermercados, geralmente, contam com essas opções.
Lembre-se de não exagerar! A gente sempre fica tentado por aquelas promoções de “pague 1, leve 2”, né? Mas tente pensar se você vai mesmo consumir aquele alimento dentro do prazo de validade.

Para Esquentar: Receitas Fáceis de Fundoe

Se tem uma comida com a cara e gostinho do inverno é o fondue! Que tal conferir algumas dicas de receitas deliciosas para variar o tradicional fondue de chocolate?
 

FONDUE DE DOCE DE LEITE
Em uma panela em banho-maria, coloque 250g de doce de leite e 50ml de creme de leite, mexendo até que os dois ingredientes fiquem homogeneizado. Você pode acrescentar 10ml de essência de baunilha para dar aquele cheirinho gostoso – mas é totalmente opcional! Pegue uma fruta de sua preferência e mergulhe na panela, para ver se o doce de leite já chegou na consistência desejada. Se sim, é só passar a receita para a panela de fondue com fogo baixo, apenas para manter a temperatura. Prontinho! Só falta se deliciar 😉
 

FONDUE DE ALFAJOR
Só o nome já dá água na boca, né? E é bem fácil de fazer: coloque em uma panela 300g de chocolate meio amargo, 100ml de creme de leite, 50ml de leite e 50ml de leite condensando – nessa exata ordem. Agora é só mexer até os ingredientes se misturarem e depois levar a receita à panela de fondue.
 

FONDUE DE FRUTAS VERMELHAS
Essa receita é um pouquinho mais trabalhosa, mas ainda assim super fácil. Comece batendo no liquidificador morangos, framboesas e amora. Você vai precisar de meia xícara de chá de cada uma das frutas. Coloque, em uma panela, 2 xícaras de açúcar de confeiteiro e mexa até dissolver. Acrescente creme de leite e mexa mais uma vez, agora até engrossar.  Chegou a hora de colocar as frutas e esperar elas se misturarem com o resto dos ingredientes. Pronto! Uma boa dica é comer esse fondue com suspiros, fica uma delícia! 😉
 

 

E aí, gostaram pessoal? Ficaram com vontade de experimentar alguma receita?

TPM: diferentes tipos e alimentos que podem ajudar

 

Meninas, vocês sabiam que existem diferentes tipos de TPM? São cinco tipos, que se diferenciam apenas por aqueles sintomas chatos – alguns que a gente já conhece de cor. Vale lembrar que é super normal as mulheres terem mais de um tipo de TPM, seja em ciclos diferentes ou de uma só vez.
 

TPM tipo A: provoca agressividade.

TPM tipo C: provoca compulsão por doces.

TPM tipo D: provoca o sentimento de tristeza.

TPM tipo E: provoca enjoo e cólica.

TPM tipo H: causa inchaço no corpo por conta da retenção de líquido.

 

Não é segredo que esses sintomas nos incomodam bastante, né? Eles são naturais e tendem a desaparecer, mas, vocês sabiam que existem alguns alimentos que a gente pode ingerir durante esse período para diminuir esses sintomas super chatos? Dá só uma olhada:
 

  • A soja é um dos alimentos mais indicados para a TPM. Isso porque ele é uma fonte de estrogênio natural, o que ajuda normalizar os níveis desse hormônio no nosso corpo, reduzindo os sintomas.
  • Alimentos como abacaxi, melão, couve, brócolis e couve-flor ajudam a combater o inchaço.
  • Cereais integrais, como o milho, aveia, trigo e arroz integral são carboidratos capazes de estabilizar a glicemia e eliminar a compulsão por doces. De quebra, ainda são excelentes fontes de proteínas, fibras, vitaminas B e E e sais mineiras.
  • Leguminosas como lentilhas, feijão, grão-de-bico e ervilha também ajudam a regular a glicemia – porém, são fontes de proteína, o que os torna ideais para estabilizar as variações de humor.
  • Hortaliças vermelhas, alaranjadas e amarelas como a cenoura, o pimentão, a batata doce e abóbora possuem alto teor de fibras – o que pode ajudar com as mudanças de humor e até diminuir as cólicas.
  • O chocolate amargo também é indicado para combater o enjoo e a cólica na TPM.

Mantendo a Forma: Alimentos Termogênicos

 

Galera, eu tenho que confessar que não sou muito adepta a qualquer tipo de dieta, mas, sempre é bom saber sobre alguns truques saudáveis que a gente pode aplicar no dia a dia pra manter a boa forma, mesmo comendo de tudo. 
Por isso, hoje a gente vai falar sobre quais alimentos podem ser nossos melhores aliados para perder uns quilinhos: os termogênicos! 

 

Mas, o que são alimentos termogênicos?
São aqueles que apresentam mais dificuldade para serem digeridos pelo organismo, fazendo com que ele consuma uma quantidade maior de energia para realizar a digestão.  Eles induzem o metabolismo a trabalhar em um ritmo mais acelerado, aumentando a temperatura corporal e, assim, facilitando a queima de gordura. 
 

Quais são esses alimentos?
Os que se mostram mais eficazes nesse quesito são: pimenta vermelha, canela, gengibre, chás verde, branco e mate, água gelada, água de coco, café, canela, hortelã, soja, cebola, cominho, curry, canela, maçã, laranja, vinagre, folha de mostarda, aspargo, sardinha, bacalhau, salmão, anchova, cenoura, couve e brócolis. 
É uma grande variedade de alimentos e tem para todos os gostos, né pessoal? 
Uma boa dica é ir adicionando os alimentos aos poucos na alimentação, em conjunto com outros que você já come. Por exemplo: ao comer uma banana, você pode cortá-la e colocar um pouco de canela em cima. Além de ser mais saudável, fica uma delícia! 
Outros alimentos como o gengibre e o hortelã podem ser adicionados aos sucos, por exemplo – que, por sinal, já podem ser feitos com água gelada!
 

Atenção!
Gente, é importante lembrar que esses alimentos podem ajudar a gente a diminuir algumas medidas, mas eles não fazem milagres, e por isso, uma alimentação saudável e equilibrada é indispensável. 
Outro alerta é que hipertensos e pessoas com problemas cardíacos devem consumir esses alimentos sempre com um acompanhamento médico – isso porque eles fazem o coração trabalhar mais rápido. A mesma dica fica para aqueles que tem hipo ou hipertireoidismo: essas são duas condições que mexem com a velocidade que o nosso organismo trabalha, e os alimentos termogênicos tem a mesma função, o que pode acabar resultando numa sobrecarga em nosso corpo.