Cultura

Mitos x Verdades Que Todo Mundo Conta

E ai, galera! Pra quebrar um pouco a rotina, o post de hoje é um pouco diferente do que vocês costumam ver por aqui – mas acredito que vão gostar bastante!
Vou contar pra vocês a verdade sobre alguns mitos que, até agora, pensávamos serem reais! Preparados?
 

  • Dizem que nós só temos capacidade para utilizar 10% do cérebro. Gente, a verdade é que podemos, sim, utilizar a capacidade total do cérebro: mas usamos áreas diferentes em momentos diferentes.
  • Quem nunca ouviu dizer que, ao engolir um chiclete, ele vai ficar grudado no nosso estômago?! Não é verdade – o chiclete é expulso do nosso organismo pelos movimentos musculares do órgão.
  • Raspar os pelos podem deixa-los mais grossos. Isso não acontece, gente! O que ocorre é que, quando aparamos as pontas dos fios, o que começamos a sentir é a base do pelo, que tem a característica de ser mais grossa – mas isso não tem nada a ver com a lâmina, já que, após o pelo ter crescido, sua textura volta a ser a mesma.
  • A Grande Muralha da China pode ser vista do espaço? Ela até pode, mas não com a facilidade que costumamos ouvir por aí. Ela tem mais de 7 mil km, porém, só é possível enxerga-la em condições e pontos específicos lá de cima, já que a luz e as condições de tempo podem atrapalhar nisso.
  • Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar? Isso é mito, pessoal! Alias, vocês sabiam que o Empire State Building é atingido, pelo menos, 100 vezes ao ano?
  • Olha que curioso: memória fotográfica não existe! Existem, sim, pessoas com memórias muito boas e que conseguem gravar inúmeros detalhes – mas ninguém consegue registrar em sua mente algo tão perfeitamente como uma fotografia.
  • Sabe quando ficamos muito tempo na piscina ou tomando banho e a ponta de nossos dedos fica toda enrrugadinha? Diferente do que pensamos, isso não acontece porque a pele absorve muita água, mas sim porque o nosso organismo trabalha para que possamos conseguir ter mais aderência em ambientes úmidos, não escorregando e nem deixando objetos escaparem de nossas mãos.

Filmes: Curiosidades Aleatórias

Oi pessoal! Hoje trago um post bem interessante sobre um assunto recorrente aqui no blog: filmes! Sempre vejo esse tipo de matérias por aí e tenho certeza que elas chamam atenção de todos, já que diz respeito a algo que é de gosto mundial, não é mesmo?
Vamos conferir algumas curiosidades – algumas interessantes, outras engraçadas e até assustadoras – sobre alguns dos famosos filmes de hollywood!
 

James Cameron, o diretor de Titanic, originalmente queria que a atriz Gwyneth Paltrow vivesse a personagem principal Rose no filme. Dá pra imaginar o papel sem a Kate Winslet?
Ainda sobre Titanic: o orçamento para fazer o filme foi maior do que o custo utilizado para construir o navio real.
 

Rolam boatos de que o diretor Steven Spielberg ficou tão assustado ao ver o filme Atividade Paranormal que ele não conseguiu terminar de assisti-lo à noite! Além disso, o filme custou menos de 15 mil dólares pra ser feito e arrecadou impressionantes 193 milhões!
 

A Bruxa de Blair foi outro filme que custou pouco e ganhou muito. O filme foi feito no orçamento de 22 mil dólares e arrecadou 240 milhões. Em 1999, quando lançado, ele foi o primeiro filme a ser inteiramente filmado em câmeras de mão pelos atores. O filme também causou uma grande comoção antes de ir ao ar, pois takes dessas filmagens foram espalhadas pela internet como reais, espalhando medo pelo mundo inteiro, que nem desconfiava que aquilo se tratava de um longa.
 

Sabe aquelas cartas que vemos as corujas carregando em Harry Potter? Todas elas foram escritas à mão pela equipe gráfica do filme! Imagina o trabalho! O pior é que, depois de tudo isso, descobriram que as cartas feitas eram muito pesadas, então, foi preciso ser feito tudo novamente, em um papel mais fino. Ainda assim as corujas levaram nada menos que seis meses para aprender a carregas as cartas!
 

Olha só que curioso: filmes que falam sobre viagens no tempo são proibidos de passar na China!
O filme Godzilla tem cerca de duas horas de duração. No entanto, o próprio monstro é visto em apenas oito minutos do longa. Assim como, em 127 minutos do primeiro Jurassic Park, os dinossauros só participam em 15 minutos.
 

Em “O Chamado”, vemos flashes muito rápidos com algumas imagens assustadoras. Se você assistir o filme em slow motion, dá pra perceber que o que está sendo passado é a fita que os personagens assistem no filme – a gente nem percebe por conta da velocidade.
 

O filme de 1939, …E o Vento Levou, de Victor Fleming, foi o mais assistido até hoje: 120 milhões de pessoas.
 

Já o filme que teve mais beijos em cena foi Don Juan, de 1926, dirigido por Alan Crosland. 127 beijos foram retratados!
 

A cena do chuveiro, em Psicose é considerada uma das mais clássicas e assustadoras cenas de assassinato no cinema. O mais interessante é que, em nenhum momento, é mostrada a faca penetrando no corpo da vítima. Além disso, a cena foi feita em 77 takes individuais – o que é muita coisa para os poucos 3 minutos que ela dura.
 

Curiosidade brasileira na área! O filme O Homem Que Copiava demorou 5 anos para ter o roteiro finalizado! Bastante tempo, não? Em contramão, a sua produção foi a mais rápida do cinema nacional: apenas 43 dias.
 

Vocês sabiam que a máscara do filme Halloween é, na verdade, a máscara do rosto do ator William Shatner? Ela foi escolhida pela falta de orçamento do filme – era a mais barata da loja e foi pintada de branco pela produção.
 

E, pra finalizar, olhem só quais são os filmes de maior bilheteria mundial: 1º – Avatar (2009), 2º– Titanic (1997), 3º – Star Wars: O Despertar da Força (2015), 4º – Jurassic World (2015) e 5º – Os Vingadores (2012).

Dica de Filmes: Os Primeiros Filmes das Grandes Atrizes

Galera, quem lembra da nossa última Dica de Filmes? Falamos sobre os primeiros filmes dos galãs das telonas – e, agora, é a vez das mulheres! Vamos conferir quais foram os primeiros filmes das mulheres que hoje são consideradas grandes atrizes.
 

MERYL STREEP: Julia (1977) e The Deer Hunter (1978)
O primeiro filme de Meryl nas telonas foi o drama “Julia”, mas Meryl ainda dava vida a um papel pequeno. O reconhecimento começou um ano mais tarde, ao viver Linda em “The Deer Hunter”. É um filme de guerra, inspirado no livro Three Comrades, que conta a história de três metalúrgicos russo-americanos na Guerra do Vietnã. O filme fala sobre as consequências morais e mentais que a guerra causa nos soldados e o patriotismo manipulado. Nos aos 70, o filme ganhou cinco Oscars, incluindo o de melhor filme – e Meryl foi indicada como Melhor Atriz Coadjuvante. Vale a pena conferir!
 

KATE WINSLET: Almas Gêmeas (1994)
Três anos antes de seu primeiro e grandioso sucesso – Titanic – Kate estreava no cinema como a protagonista Juliet, no filme Almas Gêmeas. Ela é uma menina rica que se muda pra Nova Zelândia, onde conhece Pauline. As duas se tornam melhoras amigas e os problemas que ambas têm com os pais faz com que esse elo se torne ainda mais forte. Os problemas começam quando Juliet fica doente e as duas tem que se separar. Um drama daqueles que nos prende até os últimos segundos!
 

JULIA ROBERTS: Três Mulheres, Três Amores (1988)
A sua estreia no cinema já deu a ela o papel principal do filme Três Mulheres, Três Amores. No longa, ela vive Darcy, uma entre três meninas que são garçonetes em uma pequena cidade chamada Mystic. O filme fala sobre os amores, as esperanças e, principalmente, sobre a esperança que elas têm de deixarem aquele lugar.
 

ANNE HATHAWAY: O Diário da Princesa (2002)
Galera, vocês sabiam que esse foi o primeiro filme da Anne Hathaway? Bem mais conhecido do que os citados acima, o filme conta a história de Mia – a adolescente tímida, desajeitada, e dona de uma aparência que não se encaixa nos padrões. Mas tudo muda quando ela conhece a sua vó, Clarisse Renaldi, que conta a Mia que ela é, na verdade, a princesa de uma cidade chamada Genovia. Mia, então, precisa aprender como se comportar como uma princesa, e, mas que isso, decidir se quer seguir vivendo a sua vida ou se tornar, real e assumidamente, a princesa de Genovia. Pra quem gosta de uma boa comédia romântica e nunca assistiu esse, eu super indico!
DREW BARRYMORE: E.T. – O Extraterrestre (1982)
Drew estreou nas telonas ainda novinha. Apesar de já ter feito alguns filmes para TV e apenas um para o cinema, foi em E.T. que ela ganhou seu papel principal, aos 7 anos! O filme conta a história de um alienígena que está perdido na terra e faz amizade com um garotinho, que o protege de ser capturado pelo serviço secreto americano e tenta o ajudar a voltar para o seu planeta. O filme rendeu nada menos do que uma indicação para Drew como Melhor Atriz Estreante no British Academy!

Especial Dia dos Namorados

Pessoal, hoje é o dia mais romântico do ano: o Dia dos Namorados!
Como a gente sabe, o Dia dos Namorados é comemorado em diferentes datas pelo mundo. A comemoração mais conhecida, denominada Valentine’s Day, é celebrada no dia 14 de fevereiro nos EUA – assim como na maior parte do mundo. Mas, vocês sabem como se deu origem a esse dia? 

A história conta que bem lá atrás, no século III, um padre chamado Valentino (em inglês, Valentine) vivia em uma época difícil para os apaixonados: o imperador Claudius II tornou os casamentos ilegais, já que ele acreditava que se os seus soldados casassem, seria mais difícil que eles passassem longos períodos longe de casa, focados em lutar pelo seu reino, já que eles estariam com o pensamento longe: em suas esposas e famílias. Valentine, por sua vez, era um entusiasta do amor e, não concordando com as medidas tomadas pelo imperador, ele casava os jovens em segredo. O problema foi que Claudius II descobriu o que o padre estava fazendo e mandou prendê-lo, sentenciando-o à morte. Enquanto preso, ele recebia a visita de muitos casais, que sempre traziam pra eles flores e cartas de apoio. Reza a lenda que uma das garotas que visitava o padre frequentemente acabou se apaixonando por ele. Ela era cega e, pouco antes de morrer, o padre deixou uma carta pra ela assinada por “your Valentine” (seu Valentino), e o milagre do amor fez com que a moça enxergasse novamente. Valentine, por sua vez, foi enforcado no dia 14 de fevereiro.
 

DIA NOS NAMORADOS: TRADIÇÕES PELO MUNDO
 

ESTADOS UNIDOS
Por isso, o Dia dos Namorados – por lá chamado de Valentine’s Day – é comemorado nos EUA nessa data e as pessoas dão flores e cartas aos seus amados. Os chocolates também são um presente tradicional da data – pra vocês terem ideia, quase 200 milhões de rosas e mais de 30 milhões de chocolates são vendidos no país! O mais legal é que, por lá, diferente do Brasil, a data também é usada para demonstrar o amor não só entre os casais, mas também entre os amigos, parentes e todos que você ama.
 

BRASIL

Essas ilustrações lindas foram feitas pela artista Marie Muravski!

Aqui no nosso país, a história já não é tão romântica assim: acredita-se que o comerciante João Dória trouxe a ideia de fora, com o intuito de dar uma alta nas vendas de junho – um período que não tinha nenhum feriado comercial, deixando o comércio parado. A data escolhida foi dia 12 de junho por anteceder o dia de Santo Antônio – o santo casamenteiro – e, pra promover a ideia, Dória criou o conhecido slogan “não é só com beijos que se prova o amor”, estimulando as pessoas a comprarem presentes nessa época. Por isso, hoje, é comum que a gente troque presentes entre os amados por aqui. Além disso, algo que não é tão falado, mas também uma tradição entre os brasileiros solteiros: as simpatias feitas, pedindo a Santo Antônio para encontrar um amado.
 

ÁFRICA DO SUL
Na África do Sul a tradição é bem fofa: inspirada em um antigo festival romano chamado Lupercalia, as mulheres bordam nas mangas de suas roupas o nome de seus amados, mostrando a todos o carinho que sentem por eles.
 

CHINA
Comemorado no sétimo dia do sétimo mês do calendário, a data por lá é inspirada em uma lenda de que dois amantes, separados por suas classes sociais diferentes, podiam se encontrar somente uma vez ao ano: exatamente o dia em que hoje é comemorado o Dia dos Namorados por lá. Os solteiros preparam oferendas feitas de frutas, na esperança de encontrar um novo amor, enquanto os casais rezam por prosperidade e para permanecerem juntos. No sudoeste do País, a comemoração muda um pouco: chamado Sister’s Meal Festival, as mulheres cozinham vários pratos de arroz coloridos, que são carinhosamente embrulhados em seda e oferecidos aos pretendentes. Mas a tradição está mesmo no que é colocado pra enfeitar cada arroz: se você abrir e ali tiver dois pauzinhos, você deu sorte, ela te ama! Porém, se você encontrar um dente de alho, significa que você não tem chance com a sua pretendente.
 

JAPÃO
Olha só que diferente: no Japão, no Dia dos Namorados, só as mulheres podem dar presentes aos homens! Sempre bombons ou barras de chocolates, feitos por elas mesmas. Porém, no dia 14 de março, conhecido como White Day, os homens retribuem o carinho e presenteiam suas amadas com chocolates brancos.
 

ESPANHA
Em 9 de outubro, acontecem vários festivais e desfiles para comemorar o Dia dos Namorados e de São Dionísio – Santo Padroeiro do Amor por lá. Os homens dão às suas parceiras as chamadas Mocadoras – que são figuras feitas de marzipan, como sinal de seu amor.
 

ARGENTINA
Por lá, o feriado foi criado de um jeito parecido com o do Brasil – mas, ao invés do comércio, foram as lojas de confeitaria que tiveram a ideia. Durante uma semana inteira do mês de julho, os argentinos celebram a Semana da Doçura, onde beijos são trocados por doces!
 

CORÉIA DO SUL
Como só um dia dos namorados é pouco, a Coréia do Sul comemora a data no dia 14 de vários meses! Tem o “May’s Rose Day” (Dia das Rosas de Maio), “June’s Kiss Day” (Dia do Beijo de Junho), “December’s Hug Day” (Dia do Abraço de Dezembro) e “April’s Black Day” (Dia Negro de Abril). O último é dedicado especialmente aos solteiros, que se reúnem e se consolam por não ter um amor, comendo o chamado  Jajangmyeon, que é um tipo de macarrão negro.
 

ESTÔNIA E FINLÂNDIA
Olha que legal galera: esses dois países deixaram o amor romântico de lado, e nessa data, a comemoração é sobre o amor entre amigos – o Dia da Amizade, conhecido como “Sobrapaev na Estônia e Ystävän Päivä na Finlândia.
 

ROMÊNIA
No dia 24 de fevereiro, por lá chamado de Dragobete, é tradição que os jovens vão para a floresta, colher flores para seus amados. Outros, no entanto, fazem algo bem diferente: lavam o rosto na neve, pois acredita-se que isso traz saúde e felicidade.
 

FILIPINAS
Nas Filipinas, são comuns casamentos em conjunto, onde milhares de pessoas se reúnem para casar no Dia dos Namorados e dizer um grande e belo “sim” em uníssono aos seus amados. O mais legal é que o evento é promovido pelo governo, como forma de serviço público.
 

FRANÇA
A cidade mais romântica do mundo! Entre os dias 12 a 14 de Fevereiro, St. Valentin, conhecida como Vila do Amor, é enfeitada com rosas e árvores com recados românticos para receber os apaixonados. Por lá, é tradição pintar uma árvore em homenagem a quem você ama. Além disso, lá é um dos lugares mais escolhidos para fazer um pedido de casamento!
 

PAÍS DE GALES
Comemorado em 25 de Janeiro e por lá chamado de dia de St. Dwunwen, o dia do amor é celebrado pelos casais com a troca de colheres esculpidas (chamada de lovespoons/colheres do amor) em diferentes formatos – principalmente o de coração – e trocadas entre os amados.
 

 

PARA COMEMORAR!
Amores, agora vai meu presente especial para os casais: preparei três listinhas com cinco filmes, cinco séries e dez músicas que falam sobre o amor para vocês curtirem ao lado da pessoa amada nesse dia tão especial. Bora conferir?
 

FILMES
 

Valentine’s Day
Resolvi começar com esse filme pois ele fala exatamente sobre o dia dos namorados. O filme conta com um elenco de peso – Ashton Kutcher, Jennifer Garner, Jessica Biel, Julia Roberts, Bradley Cooper, entre muitos outros- e retrata várias histórias de amor que acontecem no Dia dos Namorados, e, de uma forma surpreendente, acabam se relacionando entre si. Pra dar algumas boas risadas e se surpreender com o desenrolar de cada um dos casais!
 

(500) Dias Com Ela
Esse é pra você que quer se emocionar! Tom é um escritor de cartões comemorativos que se apaixona por Summer, a garota nova do seu trabalho. A história vai e volta no tempo, durante os 500 dias que os dois passaram junto. Desde o começo vemos que o casal não termina junto, mas Tom vai relembrando os momentos e tentando descobrir onde foi que o amor dos dois se perdeu, e entendendo como ele pode dar a volta por cima e se abrir para um novo amor. Recheados de cenas fofas, tocantes, e um casal real, bem diferente do que costumamos ver nos demais filmes românticos por aí.
 

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
Essa é uma comédia romântica francesa, daquelas que tocam lá no fundo e nos fazem pensar muito. Amélie é uma menina que cresce isolada de outras crianças, pois seu pai acredita que ela possui uma anomalia no coração. Isso e a forma precoce com que sua mãe morre, influenciam o modo diferente com que Amélie se relaciona com o mundo e com as pessoas. Após deixar a vida no subúrbio e se mudar para um novo apartamento, ela encontra uma caixinha com brinquedos em seu banheiro, e decide que vai devolvê-la ao antigo morador. Dominique, ao receber a caixa, fica emocionado e começa a chorar de alegria ao rever o objeto, o que faz com que Amélie fique impressionada com o moço e isso ajuda ela a ver o mundo de outra forma – como os pequenos gestos podem fazer a diferença e deixar as pessoas ao seu redor mais felizes. E ela nem imagina que mais tarde, em uma dessas ações para fazer os outros felizes, ela conhece um homem que vai mudar o destino dela pra sempre.
 

ABC Do Amor
Contando com Nova York como cenário de fundo em cenas incríveis, o filme fala sobre o primeiro amor de Gabe. Ele revê uma de suas colegas do colégio em uma aula de karatê e começa a se sentir de um jeito diferente pela menina, descobrindo todas as novas sensações de gostar de alguém, tal como a insegurança de ser ou não correspondido. Apesar de os personagens principais, Gabe e Rosemary, terem apenas 10 anos, o assunto é tratado de uma forma genial, muito madura e engraçada, tornando o filme agradável e atrativo pra todas as idades!
 

Questão de Tempo
Tim completa 21 anos e descobre algo que vai mudar sua vida pra sempre: ele, assim como todos os homens de sua família, tem o poder de viajar no tempo! Ele, então, acaba usando o poder para o fim mais romântico de todos: ganhar o coração da mulher dos seus sonhos, mas, sem ainda saber, que viajar no tempo e alterar o passado, pode provocar consequências inesperadas e, talvez, irreparáveis.
 

SÉRIES
GILMORE GIRLS
A série, lançada em 2000 e encerrada em 2007, fez tanto sucesso que ganhou uma nova temporada especial no final do ano passado na Netflix! Ela conta a história de Rory e Lorelai, mãe e filha e também melhores amigas. Além da divertida e carinhosa relação entre as duas, a série foca nos relacionamentos das duas: Lorelai descobrindo um amor que sempre esteve lá e só ela não percebeu, e toda a experiência dos primeiros amores de Rory.
 

THE O.C
Focando em um grupo de quatro amigos que vivem na elite de Orange County, na Califória, a série entrou nessa lista pois conta com um dos casais mais adorados da história das séries: Seth e Summer! Ele, que sempre foi apaixonado pela garota e ela, que nunca deu muita bola pra ele, acabam se apaixonando e vivendo um relacionamento cheio de vai e vens e recheado de muito romance e fofura – principalmente da parte de Seth!
 

LOVE
Só pelo nome já dá pra sentir, né? A série é nova, foi lançada no ano passado na Netflix, e conta a história da extrovertida Mickey e do nerd inocente Gus – dois amigos, completamente diferentes, que precisam aprender a lidar com o fim de seus relacionamentos, a intimidade entre os dois e as novas responsabilidades da vida adulta. A série retrata relacionamentos verdadeiros, daquele tipo que você olha e se identifica, sabendo que todos já passamos, ou ainda vamos passar pelo o que está acontecendo ali.
 

GOSSIP GIRL
Por mais que o foco da série fosse os dramas publicados pela Gossip Girl sobre os adolescentes da elite do Upper East Side em Nova York, os relacionamentos entre os personagens era o que realmente entusiasmava essa série. Lembrando, é claro, que a série conta com Blair e Chuck: outro casal super queridinho das telinhas.
 

Os Homens São de Marte e é Pra Lá Que Eu Vou
Uma série brasileira que já rendeu um filme e que conta a história de Fernanda, uma organizadora de eventos que passa pelas situações mais engraçadas possíveis em busca do grande amor da sua vida.
 

MÚSICAS
 

Goo Goo Dolls – Iris

 

Maiara e Maraísa – Medo bobo

 

Lana Del Rey  – Video Games

 

Sum 41 – With Me

 

Aerosmith – I Don’t Want To Miss a Thing

 

Beatles – In My Life

 

Beyoncé – Love On Top

 

Jorge e Mateus – A Hora é Agora

 

Rihanna – Stay

 

Miley Cyrus – Malibu

Sapatos Icônicos nas Telonas

A gente sabe que nos filmes é tudo pensado para ornar com as cenas e ajudar a contar a história, né? Desde a roupa do personagem até os objetos que vão ficar desfocados e em segundo plano na cena.
Pensando nisso, hoje vamos falar sobre os sapatos que se tornaram tão icônicos que até roubaram a cena em algumas produções. Algum palpite de quais são?
 

O Mágico de Oz
Não tem como começar esse post sem falar dos sapatinhos da Dorothy em O Mágico de Oz, né? Interpretada por Judy Garland, os sapatinhos vermelhos de lantejoulas da personagem já fazia sucesso antes mesmo da história entrar para o cinema. Mas foi nas telonas que ele se consagrou e tornou um dos calçados mais lendários dos filmes – isso porque foi um dos primeiros a aparecer no cinema em cor.
 

Uma Linda Mulher
Uma das cenas mais marcantes do filme é quando Julia Roberts aparece na tela com as botas pretas de verniz e cano longo, caracterizando a prostituta Vivian Ward. O sapato se tornou tão icônico que até fez parte do look usado pela atriz no cartaz de divulgação do longa! Vale lembrar que nos anos 90 as over the knee boots não eram tão comuns e foram um dos sapatos mais comentados da época por conta do filme. Hoje, ela é desejo entre as fashionistas do mundo afora.
 

Sex And The City
Se tem uma coisa pela qual Carrie Bradshaw era conhecida, eram por seus sapatos. Assumidamente viciada em calçados, é fácil lembrar que a marca preferida da personagem vivida por Sarah Jessica Parker era a Manolo Blahnik – o que trouxe grande visibilidade pra marca. E, se tem uma cena marcante envolvendo os eternos Manolos, é quando Mr. Big a pede em casamento no primeiro filme, utilizando um par azul royal no lugar do anel. Mais Carrie impossível, né?
 

Cinderela
Seja em filme, nos livros, nos desenhos… o sapatinho de cristal é a marca registrada da história da Cinderela e a verdadeira estrela do filme. Aliás, quem não sonhou em ter seu próprio sapatinho de cristal desde criança? No filme, podemos ver que o calçado é o ponto que muda a vida da Cinderela – e, por isso, se tornou tão famoso assim.
 

Grease – Nos Tempos da Brilhantina
Tá ai mais um exemplo de sapatos que foram sucesso antigamente e voltaram com tudo hoje em dia. Dessa vez, nos anos 70, Sandy Olsson, vivida por Olivia Newton-John, arremata o look principal do filme, na cena icônica de “You’re The One That I Want” com um sapato mais icônico ainda: os tamancos vermelhos de salto alto, que, ao lado da roupa de couro, ajudam a mostrar o quanto o estilo da personagem mudou desde o início da história.
 

Dirty Dancing
Mais um musical e mais uma tendência resgatada. Já nos anos 80, Baby fez os Keds branquinhos e super básicos virarem febre. Hoje, os tênis total white seguem sendo nossos queridinhos há um bom tempo – e devemos tudo à Jennifer Gray.
 

De Volta Para o Futuro
Quem não lembra do deslumbre de Marty McFly a chegar no futuro e ver o que as pessoas usam nos pés: os Nikes com luzes e cadarços automáticos. Sabe o que é mais legal? Em 2015, a Nike lançou o Nike Mag, totalmente inspirado no filme (mas, sem os cadarços automáticos rsrs).
 

Kill Bill
O look total amarelo de Beatrix Kiddo em Kill Bill é marca mais do que registrada no filme. E, pra completar a vibe yellow, Uma Thurman eternizou os Asics Onitsuka Tiger da mesma cor.