Esportes

Vote: Thiago Braz como Melhor Esportista do Ano pela IAAF

Galera, vocês sabiam que o Thiago Braz é um dos finalistas que vão disputar o prêmio de Melhor Esportista de 2016 da Federação Internacional de Atletismo (IAAF)?
Bora dar uma força pra ele?
É só curtir essa foto no Facebook:  https://goo.gl/1GDavM
Ou dar RT nesse post do Twitter: https://goo.gl/BgMc9K

Não esqueça de compartilhar com os amigos também 😉
O voto do público vai contar 25% no resultado final e as votações vão até o dia 1 de novembro!

Olimpíadas Rio 2016: Melhores Momentos

As olimpíadas mal acabaram e o clima de festa já deixou saudade! Foram semanas inesquecíveis e recheadas de momentos emocionantes. Para resgatar o espirito olímpico, que tal relembrarmos os melhores momentos dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que com toda a certeza vão ficar na nossa memória por muito tempo?

Não podia começar de outra forma, né? No templo no futebol, o Maracanã, a seleção masculina conquistou o ouro olímpico no esporte pela primeira vez na história! A medalha tão esperada do esporte mais popular do Brasil.

A primeira medalha de ouro do Brasil foi mais que especial: conquistada pela judoca Rafaela Silva. A atleta havia sido desclassificada da Olimpíada anterior, em Londres, por um golpe ilegal – e, por isso, havia sido alvo de vários ataques racistas na internet.

Thiago Braz também fez história! Ele quebrou um recorde olímpico e também conquistou uma medalha inédita para o Brasil: salto com vara!

Nas últimas duas olimpíadas, o boxeador Robson Conceição havia sido eliminado logo na primeira luta. Nesse ano, ele ganhou o primeiro ouro do Brasil na modalidade.

Não dá pra ficar sem falar do Bolt, né? O jamaicano provou ser uma lenda ao vencer, pela terceira vez nas olimpíadas, a prova de 100 metros rasos. Ele ainda levou mais dois ouros para o país: 200 metros e revezamento. Sem contar que a torcida foi ao delírio ao ver o atleta fazendo o icônico raio ao fim das provas.
 

Michael Phelps – outra lenda! O nadador participou de seis provas, ganhando cinco medalhas de ouro e uma medalha de prata.
 

O canoísta Isaquias Queiroz realizou um feito e tanto: ele foi o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas em uma só olimpíada! Foram duas de prata e uma de bronze.
 

A ginasta Simone Biles também deu o que falar! Na primeira participação nas olimpíadas, a americana faturou cinco medalhas: quatro de ouro e uma de bronze.
 

A lutadora japonesa Kaori Icho se transformou em uma lenda olímpica ao conquistar a sua quarta medalha de ouro consecutiva nos jogos olímpicos!
 

Vocês sabiam que o Quênia venceu TODAS as corridas de 3000m com obstáculos desde 1984? Quem manteve a tradição neste ano foi o atleta Conseslus Kipruto.
 

O Brasil conquistou duas medalhas na ginástica de solo! Diego Hypolito com a prata e Arthur Nory com o bronze.
 

A seleção masculina de vôlei não levava o ouro desde as Olimpíadas de Atenas em 2004! Os meninos se recuperaram das primeiras derrotas e chegaram até a final contra a Rússia – quando ganharam por 3 sets a 0 e emocionaram aos torcedores em um clássico do esporte.
 

O ginasta Arthur Zanetti foi o primeiro campeão olímpico do Brasil em Londres, quatro anos atrás. Na Rio 2016, ele conquistou a prata e se tornou o primeiro ginasta brasileiro com duas medalhas olímpicas.
A nadadora Poliana Okimoto compete pelo Brasil desde os 13 anos! Hoje, com 33 e em sua terceira olimpíada, ela levou o bronze na maratona aquática.
O atleta Felipe Wu conquistou a primeira medalha brasileira ganhada em casa: ele foi prata no tiro esportivo.
A dupla de regata Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram nada menos que a quarta medalha olímpica de ouro!
Outra dupla que nos trouxe orgulho: Ágatha e Bárbara do vôlei de praia não eram as favoritas ao premio – mas lutaram e acabaram com a medalha de prata na modalidade.
Maicon de Andrade Siqueira trouxe mais uma medalha inédita e inesperada pro Brasil: ele ganhou o bronze no taekwondo.
 

Resumão: Encerramento das Olimpíadas Rio 2016

Galera, ontem a cerimônia de encerramento fechou com chave de ouro os 17 dias olímpicos que nos empolgaram e nos fizeram torcer muito! Bora conferir o que aconteceu nessa festa?

A celebração começou com homenagens à cidade maravilhosa: em meio aos passos coreografados, os dançarinos formaram os principais cartões-postais da cidade: os arcos da Lapa, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar.
 

O momento mais emocionante da noite veio logo em seguida: o hino nacional, cantando por um coral de 27 crianças, representando os estados brasileiros. Foi de arrepiar ver a bandeira do país sendo projetada no chão e as crianças simbolizando as estrelas que nela aparecem!
 
A festa teve, é claro, muita música! Martinho da Vila, Dj Kygo, Julia Michaels e Mariene Castro foram algumas das vozes que embalaram a cerimônia. Luiz Gonzaga e a música nordestina também foram homenageados. Além disso, a cantora Roberta Sá tomou o palco caracterizada como Carmem Miranda, relembrando os sucessos da artista. E foi ao som dela que as delegações começaram a entrar no Maracanã. Destaque para o recordista de medalhas do nosso país, Isaquias Queiroz, que trouxe a bandeira do Brasil.
 

A arte popular brasileira, com referências às pinturas rupestres e indígenas, assim como o artesanato brasileiro e a música nordestina também foram homenageados na festa.
Um momento importante: a bandeira olímpica foi passada à governadora de Tóquio, Yukiro Koike. Isso porque o Japão será a sede das Olimpíadas em 2020! Alguém aí já tá ansioso?
 

É tradição na cerimônia que a próxima sede faça uma apresentação, e do Japão foi recheada de tecnologia e referência aos famosos personagens de videogames do país. Mas a parte mais sensacional, com certeza, foi o primeiro-ministro do Japão aparecendo no centro do estádio vestido de Mario Bros, dando a ideia de que ele atravessou a Terra do Japão diretamente ao Brasil!
 

Ao som da música ”Pelo Tempo Que Durar” a pira olímpica foi apagada. E tudo acabou com muita alegria! Os sambistas e percursionistas invadiram o palco e transformaram tudo em um grande carnaval. 50 baianas e 200 passistas, além de um mini carro alegórico tomaram conta do lugar. Menção de honra para a musa Izabel Goulart, que veio à caráter e mostrou que tem muito samba no pé!
 

E aí, curtiram? Qual foi o momento preferido de vocês?

Resumão: Abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016

Oi galera! A noite de ontem foi pra lá de especial: rolou a abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016.
Foi uma festa linda e emocionante, cheia de homenagens ao esporte, ao Brasil e a cidade maravilhosa – que com toda certeza deixou milhares de brasileiros pra lá de emocionados. Vale lembrar que essa foi a primeira vez na história que a maior celebração do esporte acontece na América Latina!

E, diante de algo tão importante, eu não podia deixar de vir aqui para relembrar os melhores momentos, né?
A cerimônia começou com a exibição de um vídeo com imagens aéreas feitas pelo Rio ao som de “Aquele Abraço”, mostrando a presença do esporte por toda a cidade. Já no estádio, acompanhamos um lindo show de luzes e tecnologia no chão do Maracanã, que contava a história da formação do povo brasileiro – desde os povos da floresta, a chegada dos portugueses até a evolução da música – uma verdadeira homenagem à nossa cultura.

Um dos momentos de mais euforia foi quando a réplica do 14 Air Bis, o famoso avião construído por Santos Dumont, sobrevoou o estádio.

Mas nada superou a top model Gisele Bündchen atravessando o estádio (a maior passarela da carreira dela!) ao som de Garota de Ipanema, representando a beldade da música. O figurino também era pra lá de especial: o vestido é assinado por ninguém menos que Alexandre Hercovitch, um dos estilistas brasileiros mais conhecidos pelo mundo, e a cor de seu tecido metalizado varia entre prata e dourado, de acordo com a luz. Além disso, a sua cauda deixava rastros de luz no telão ao chão, que se transformavam nas obras mais conhecidas de Niemeyer. Arrasou, né?
 

As vozes de Ludmilla, Elza Soares, Zeca Pagodinho, Marcelo D2, Karol Conka foram algumas das que tomaram o estádio. Logo, Jorge Ben Jor fez todo mundo cair na festa ao cantar “País Tropical” acompanhado de um lindo coro de toda a plateia – que continuou a cantar a música mesmo após os instrumentos pararem!
 

A entrada dos atletas no Maracanã foi dos pontos altos da noite. A delegação dos refugiados e, é claro, o Brasil, foram as que causaram mais euforia! Legal lembrar que cada delegação entrou acompanhada de uma criança carregando uma muda simbólica – isso porque 11 mil mudas serão plantadas na Floresta da Tijuca por todas as delegações, não nos deixando esquecer da importância da preservação à natureza e da sustentabilidade.
 

A apresentação musical mais aguardada da noite foi a de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Anitta cantando “Sandália de Prata” acompanhados das baterias das principais escolas de samba do Rio. Um momento maravilhoso e que, com toda certeza, mostrou muito da cultura do nosso país.

Ao final da cerimônia, Guga e Hortência conduziram a tocha pelo estádio até Vanderlei Cordeiro, que foi o escolhido para ascender a pira e que levou a plateia ao delírio. E, o show de fogos ao final do espetáculo, certamente foi um show à parte!

E aí amores, qual foi o momento preferido de vocês? Me contem nos comentários! 
Com os Jogos Olímpicos oficialmente abertos, só nos resta torcer muito pelo nosso país!

Esportes Olímpicos – Rio 2016

Faltam apenas dois dias para as Olimpíadas Rio 2016!  Alguém aí tá ansioso e já na torcida pelo Brasil?
Para entrar no clima, trouxe para vocês algumas informações sobre os cinco esportes mais diferentes dos Jogos Olímpicos.
 

Badminton: O esporte está nas olimpíadas desde 1992 e é jogado com uma raquete e uma peteca. O objetivo é fazer com que a peteca passe pela rede e caia no campo do adversário. Esse é o esporte praticado com raquetes mais rápido do mundo, já que a velocidade de cada jogada pode chegar a 400km/h!
 

Esgrima: O esporte é antigo e está nos Jogos Olímpicos desde 1896! É uma luta com espadas de ponta cega e o único objetivo é encostar a ponta dela no corpo do adversário o maior número de vezes possível. Aqui, é muito importante o atleta possuir movimentos rápidos e precisos.
 

Hipismo CCE: O esporte estreou nas olimpíadas em 1912 e é considerado a disputa mais exigente do hipismo, já que ela combina três provas: adestramento, cross country e saltos com os cavalos.
 

Hóquei Sobre a Grama: Ingressou nos jogos em 1908. São onze jogadores de cada lado e é como uma partida de futebol: possuí gols, dribles e pênaltis. A diferença é que, pra conduzir a bola, os jogados não usam os pés, mas sim um taco.
 

Pentatlo Moderno: Está nas olímpiadas desde 1912 e é um conjunto de cinco disputas: os atletas competem em provas de esgrima, natação, hipismo, corrida e tiro. Vence quem for mais rápido e cruzar a linha de chegada primeiro.