Estilo

Manual: Transição Capilar

Nos últimos tempos, os cabelos cacheados, ondulados e black power têm sido cada vez mais vistos e admirados por aí. Passamos por uma onda em que o cabelo liso e escorrido era febre e os alisamentos cada vez mais procurados. Mas, ao que parece, esses tempos se foram e os cachinhos chegaram para ficar!
 

Por isso, muito tem se ouvido falar por aí sobre transição capilar.
Mas, afinal, o que é transição capilar? Não é nada difícil de entender: como o próprio nome já diz, é uma transição pela qual passam os fios, onde o cabelo vai eliminando a química ali presente ao longo de seu crescimento, e dá espaço às novas madeixas, completamente naturais.

A transição não tem um tempo definido para ser concluída: depende muito do ritmo de crescimento do seu cabelo e também do novo comprimento que você deseja que ele fique. E, aí, vai da sua escolha: desapegar do cabelão e passar a tesoura no comprimento todo quando a sua raiz ainda estiver começando a crescer – e, de quebra, ficar com um visual super estiloso e atual – ou ir cortando aos poucos, até que os fios naturais cheguem no tamanho desejado.

E como eu faço quando meu cabelo ainda não está “nem lá, nem cá”? Essa é uma das maiores dúvidas das meninas que passam pela transição, já que seu cabelo está apresentando duas texturas, e, ao mesmo tempo, você já estava acostumada com aquele cabelo escorrido e agora precisa aprender a manusear os lindos cachos, não é mesmo? Existe sempre a opção de cachear – seja com babyliss, bobes, coque, chapinha e tantas outras técnicas – a parte lisa das suas madeixas. No entanto, os cabelos com química tendem a apresentar uma certa dificuldade para segurar os cachos por muito tempo e, por isso, os diferentes penteados são aliados fiéis, lindos e práticos. Além disso, é possível colocar acessórios, como turbantes, bonés e lenços. Deem só uma olhada nessas opções:

Aproveitando Melhor o Seu Guarda-Roupas

Duvido que tenha alguma mulher por aí que, mesmo com o guarda-roupa cheio, não tenha passado pelo drama do “eu não tenho nada pra vestir!” ao menos uma vez antes de sair. E, adivinha só? A gente investe em mais peças, compra aquela blusinha que parece linda na arara, aquela saia que era apaixonante na vitrine… mas, na hora de botar as peças pra jogo, é sempre a mesma coisa!

Aliás, olha só que curioso, gente: uma pesquisa feita pela WRAP – uma ONG britânica voltada para economia – apontou que nós usamos apenas um terço do nosso guarda-roupa no período de um ano! Com vocês também é assim?
Pensando nisso, vim compartilhar com vocês algumas dicas espertas pra a gente levar pra vida e conseguir aproveitar da melhor forma as peças do nosso armário.
Referências e mais referências! Nos dias de hoje, em que a internet é a principal fonte de busca e vários sites recheados de dicas de moda estão bombando por aí, a principal dica é sair pesquisando em busca de looks que tenham um estilo parecido com o seu. Em vez de ficar desejando as peças que aparecerem ali na telinha, tente pensar “ah, eu tenho uma peça parecida com essa…” e monte a sua composição inspirada no visual que tanto te agradou ali. Com certeza vários novos looks incríveis vão ser bolados!
Faça um esforço para não usar sempre as mesmas combinações. É normal que a gente se acostume com uma composição e vá sempre certeira nela porque sabe que aquele conjunto nos cai bem. Mas isso quer mesmo dizer que aquela blusinha também não poderia ficar legal com outra calça? Experimente, prove e tente – você pode acabar se surpreendendo se ousar um pouquinho.
Não limite as roupas a uma ocasião. Se você comprou uma saia mais arrumadinha pra usar em uma festa, não quer dizer que aquele item tenha que ser usado SÓ em festas. Que tal combiná-la com uma t-shirt básica para descontrair o look e usar para dar uma volta com as amigas no shopping? Os experts em moda dizem que o indicado é que você pense em, pelo menos, três combinações e situações que você ache possível usar aquela roupa antes de colocar na sacola – assim, você vai fazer a compra valer a pena e a peça não vai ficar jogada em seu guarda-roupa.
Que tal organizar o seu guarda-roupa como uma loja, ou como aqueles armários lindos que a gente vê pelo pinterest? Uniformizar os cabides, separar as peças por cor, dobrá-las sempre na mesma proporção… isso pode fazer com que você olhe para suas roupas com mais interesse, como se realmente estivesse em uma loja diante de peças novinhas em folha e nunca usadas.
Uma boa ideia é propor a si mesma um desafio: por uma semana, use sete looks diferentes sem repetir nenhuma peça! Quem sabe você não encontra uma nova roupa ou composição favorita assim?
Considere: o seu armário te faz feliz? Você não precisa ter milhares de peças, mas sim aquelas que te façam se sentir bem ao usar, aquelas que você realmente gosta e acha que caem bem em você. É melhor olhar para um guarda-roupas mais compacto em que você ame todas as peças, do que para um lotado em que você dispense 90% do que está ali.

Cabelo: As Apostas do Outono/Inverno

Meninas, hoje vamos falar sobre um assunto que a gente adora: cabelos!
Trouxe pra vocês os cortes e as cores que prometem fazer sucesso nas estações mais frias do ano. Bora conferir?
 

CORTES
Os comprimentos médios, na altura dos ombros, continuam super em alta! A diferença é que, agora, o corte, antes repicado, agora aparece com a base mais retinha e um franjão na altura da boca ou do nariz pra acompanhar – o que, de quebra, ainda da a impressão de alongar o rosto.

Os curtinhos também chegam com força, dando um ar super moderno aos fios. O corte pixie, bem bagunçado, repicado, despontado e acompanhado de uma mini franjinha lateral é o que promete fazer mais sucesso.

CORES
A dica é a seguinte, galera: quanto mais natural, melhor! No que se diz respeito à cor, o novo sucesso dos últimos tempos são as morenas iluminadas. A técnica, chamada de bronde hair – que quer dizer blonde e brown, ou seja, loiro e castanho – é indicada para as mulheres que querem apenas dar uma iluminada no visual, mas sem passar por uma mudança radical ou depender de muitos retoques. A ideia é que o visual criado seja de “nem morena, nem loira”, é algo entre essas duas tonalidades, com raízes mais escuras e mechas mais claras, dando ao cabelo uma sensação de profundidade.
Já os loiros deixam pra trás aquele visual marcado, típico das luzes, e aparecem com aquele jeitinho de nasci assim. Os diferentes tons da cor têm que se misturar suavemente no cabelo, e a passagem da raiz até as pontas tem que ser mais suave ainda. Dá só uma olhada em como fica:
Para as ruivas, o efeito chamado pumpkin spice é promessa de sucesso. A cor é acobreada, com a raiz escura e as pontas levemente mais claras, criando um suave degradê. Também, o cabelo bem vermelhão está fazendo sucesso na Europa, e a tendência deve chegar aqui em breve.
 

ESTILO
Uma dica bônus, galera: quem acompanha as Kardashians e as Jenners já deve ter reparado que um dos “penteados” mais usado por elas tem sido o cabelo partido bem ao meio, com os fios bem retinhos e as duas primeiras mechas ao lado do rosto colocadas atrás da orelha.  Um jeito prático, simples e fácil de arrumar os fios.

Alerta de Tendência: Meia Arrastão

Se os anos 90 foram a maior aposta dos resgates de tendências no ano passado, em 2017 podemos nos preparar para ver muito dos anos 80 por aí.

Hoje, vamos falar sobre uma aposta polêmica e que divide opiniões: a meia arrastão. Pra quem não sabe, a meia arrastão é aquela cheia de “furinhos”, e a polêmica se dá devido ao fato de o item ser relacionado sempre a uma pegada mais sexy. Porém, a verdade é que, hoje em dia, sabendo como combinar e equilibrar a peça, dá muito bem pra fugir dessa pegada. Olha só alguns exemplos de como usar e como faz tooooda a diferença em um look super simples:
 

Pra quem ainda está um pouco tímida com a tendência e não tem certeza se ama ou adora, um dos jeitos que a gente mais tem visto ela sendo usada por aí é por baixo das calças jeans destroyed. Assim, a meia só aparece por baixo dos rasgos da calça, e não pela perna inteira. Outra dica é apostar nas meias com os furinhos menores – isso da a impressão, de longe, que o furadinho nem está ali e que é uma meia calça lisa!

Sun Stripping: Tudo Sobre a Nova Tendência

Quem lembra das últimas febres de make? Acertou quem disse conturing e highlight!
Pois é, gente, parece que o novo sucesso no mundo da maquiagem é bem mais natural e muito menos elaborado do que tudo que vem fazendo nossa cabeça até agora.
 

Sabe quando você pega um solzinho e fica com o topo das bochechas e o nariz vermelhinhos, com aquele ar saudável de sou-uma-garota-da-Califórnia? A ideia do sun stripping é, exatamente, criar esse efeito usando os artifícios dos nossos amados blushes. A maquiagem fica bem natural da aquela impressão de “estou maquiada, mas não quero parecer maquiada”, o famoso no make-up make-up.
A dica é utilizar blushes em tons rosados e pêssegos (após uma longa temporada de bronzers terrosos) e aplicar sem dó nem piedade em uma linha continua nas maças do rosto e bem no meio do nariz. Olha só como fica:
 

O que vocês acham da ideia, gente? São a favor dessa onda verão e au naturale?