MTV EMA 2016

Na noite de ontem rolou um dos prêmios mais importantes da música europeia: o Europe Music Awards, realizado pela MTV. Pra quem não sabe, o EMA consagra os artistas musicais que mais fizeram sucesso por lá no último ano.

A edição de 2016 aconteceu em Roterdã, na Holanda, e Bebe Rexha arrasou como apresentadora da noite.  Além disso, a cantora ainda fez duas performances e estava concorrendo em três categorias: “Artista Revelação”, “Artista Promissor” e “Melhor Visual”.

Falando em performances, Bruno Mars, DNCE, Shawn Mendes e The Weeknd foram alguns dos nomes que se destacaram nas apresentações musicais durante a noite. Lembrando que, se você não pode conferir, dá pra assistir tudinho no site oficial do MTV EMA! 😉

A eterna diva Beyoncé e Justin Bieber eram os artistas que lideravam as indicações – ela com seis e ele com cinco. Bey faturou um prêmio, enquanto Justin foi o grande vencedor da noite, levando pra casa três troféus.

A imagem é da premiação do ano passado, já que o Justin não compareceu na edição desse ano! 🙁

Vale lembrar que o EMA elege, também, os melhores cantores de vários países pelo mundo. Aqui do Brasil, foram indicados Anitta, Karol Conka, Ludmilla, Projota e Tiago Iorc – mas, quem levou a melhor foi a Anitta.


Um dos prêmios mais especiais da noite, de “Ícone Global”, foi pra banda Green Day. Eles já foram vencedores do EMA de “Melhor Artista de Rock” três vezes, e na edição desse ano, encerraram a cerimônia cantando a conhecida “American Idiot” – um verdadeiro hino consagrado pela banda.

 

LOOKS
E, como a gente sabe que moda é um dos assuntos principais aqui no blog, não podemos deixar de conferir os melhores looks da noite, certo? 

Tudo Sobre Sobrancelhas

A gente sabe que a sobrancelha é considerada a moldura do rosto e ela ajuda a definir outro ponto muito importante: o olhar. Por isso, é uma região que merece toda a atenção possível.
Há algum tempo as sobrancelhas marcadas e mais grossas são o desejo de todas as mulheres. Por isso, várias maneiras de alcançar esse resultado foram criadas. A gente já falou aqui no blog sobre micropigmentação, o procedimento que eu faço para preencher a minha e amo!
 

Porém, tem gente que tem medo de fazer o procedimento ou até possui apenas falhas superficiais, que não precisam de tanto. Por isso, hoje nós vamos falar de outra forma de corrigir as sobrancelhas: com maquiagem. 
2
Existem dois produtinhos chaves que podem ser usados para o preenchimento: os lápis e as sombras de sobrancelha. Os dois tem a mesma função: adicionar cor àquela área com falta de pelinhos, dando a impressão de sobrancelhas mais grossas e perfeitas. Porém, qual o melhor a se usar?
 

O mais indicado é utilizar a sombra, que deve ser aplicada com um pincel bem fininho e chanfrado. Isso porque o lápis, além de marcar mais, tem cera em sua composição – o que pode vir a entupir os poros.

Uma dica para o desenho não ficar extremamente marcado é não preencher o começo da sobrancelha – aqueles primeiros pelinhos que começam bem no topo do nariz. De o espaço de, pelo menos, um dedo antes de começar a preencher.

Outro ponto muito importante para ficar perfeito é a escolha da cor. Teste vários produtos, até achar aquele com a tonalidade exatamente igual aos seus pelos. Sobrancelhas mais escuras, geralmente pedem os tons mais amarronzados. Já as mais claras, combinam com os tons mais acinzentados.

Como Fazer o Seu Corte Durar Mais

Oi, galera! Hoje eu vou dar algumas dicas que prometem fazer com que o corte de cabelo dure mais. Bora conferir? 
 

Fazer um corte com camadas é a melhor opção! Quanto mais reto está o seu cabelo, mais fácil é de perceber quando ele cresce e uma ponta não está no mesmo comprimento que a outra. O corte em camadas, por sua vez, já tem essa proposta – ou seja, as pontinhas irregulares vão parecer fazer parte dele.
 

Cabelos curtos são os que precisam de mais manutenção. O corte mais indicado para durar mais tempo é o pixie – pois ele é feito em camadas repicadas, sem nenhuma linha reta.
 

As franjas com o comprimento menor, que terminam no meio da testa, precisam de mais manutenção. Opte sempre por franjas mais desfiadas e que terminem, pelo menos, nas sobrancelhas. A franja de lado também é uma boa pedida, já que seus fios tendem a se misturar com os cabelos a medida que crescem.
 

Os cortes que terminam no queixo ou no ombro tendem a deixar a falta de corte mais visível. Por isso, quando for cortar, peça para o seu cabeleireiro um corte com pontas marcantes, que pareça naturalmente irregular a medida que cresce.
 

Fuja do corte com navalha! A tesoura é a sua melhor amiga para que o corte resista ao tempo.
 

DICAS EXTRA
 

 

  • Os cuidados são sempre muito importantes, principalmente com as pontas, que geralmente são o maior motivo para um corte. Por isso, você pode investir nos produtos que selam as pontas, como os óleos de reparação. 
  • A hora de secar os cabelos também é importante, já que o cabelo molhado é bem mais frágil. Lembre de apertar a toalha nas madeixas suavemente, nunca torcendo ou esfregando os fios. 
  • Pra desembaraçar o cabelo úmido, escolha um pente de madeira e com dentes largos. Eles danificam menos os fios. Quando seco, penteie-o com uma escova almofadada cheia de cerdas – elas equilibram a oleosidade natural do cabelo e ajudam a dar brilho.

 

Especial Halloween: Casas Mal Assombradas

Hoje, dia 31 de outubro, é comemorado o Dia das Bruxas – mais conhecido pelo mundo como Halloween.

Antes de tudo, se você ainda não conhece toda a cultura por trás desse dia, eu já fiz um post contando tudinho aqui.
Hoje, porém, a gente vai conhecer algumas das melhores casas mal-assombradas para se visitar por aí. Não esqueçam de me contar quais vocês ficaram com mais vontade de conhecer!
 

House of Shock | Los Angeles
Na House of Shock, o espetáculo começa antes mesmo de entrar na casa: uma história que aborda o bem x mal em um show de projeções de luz, vídeos assustadores, atores, acrobatas e efeitos pirotécnicos – e o mais impressionante é que tudo isso ocorre em um palco em chamas! Lá dentro, as atrações são interativas, e uma das coisas que mais diferencia e destaca essa casa é que ela apresenta um tema que poucas outras abordam: o ocultismo.
ScareHouse: The Basement |Pensilvânia
A The Basement já foi considerada uma das mais assustadoras atrações de halloween da américa! Ela acontece no ambiente mais assustador da casa: o porão, dentro de um prédio antigo, histórico e assombrado. A proposta é que você se sinta em um filme de terror, interagindo e conversando com os atores que estão ali. Com tudo escuro e muitos efeitos visuais e sonoros, os personagens puxam, empurram e assustam os visitantes – que dizem que é uma experiência intensa e imersiva.
 

The Dent Schoolhouse | Ohio
Essa casa mal assombrada é, na verdade, uma escola abandonada. A história é do lugar real e super conhecida pela cidade: em 1942, várias crianças dessa escola desapareceram sem maiores explicações. Isso continuou acontecendo até 1955, quando descobriram que Charlie McFee, o zelador da escola, havia assassinado as crianças e mantinha os corpos no porão da escola. Hoje, reza a lenda que as crianças e o próprio Charlie ainda assombram o local. Ou seja, nem precisa de muito pra atração ser assustadora, né? Ela consiste em um tour guiado pelo local, em que toda a história de tudo o que de mais sombrio que aconteceu lá é contado – além dos atores, que vagam pelo lugar pregando vários sustos nos visitantes.
 

Ghost Tour | Londres
Olha só que diferente, gente: nessa atração, os visitantes andam por Londres em um Routemaster versão terror – pintado de preto e com o motorista e o guia com fantasias assustadoras. Pra quem não sabe, o Routemaster é aquele tradicional ônibus vermelho de dois andares, um dos cartões postais de Londres. O ônibus passa pelos pontos da cidade que são tradicionalmente associados a crimes, mortes e fantasmas, sempre com o guia contado a história de cada um dos lugares. Muitos sustos com uma bela pitada de cultura.
 

Pennhurst Asylum | Pensilvânia
Mais uma vez, o local já é assustador por si só: um sanatório de 1908, que ficou abandonado após um incêndio. Os visitantes andam pelas celas, pelos túneis e pelos dormitórios do lugar com todas as luzes apagadas, usando apenas lanternas – o que ajuda no ar fantasmagórico. Efeitos especiais, ilusões, e atores que simulam fantasmas são o principal do show.
 

Raynham Hall | Norfolk
Raynham Hall foi a residência da família Townshend por mais de quatro séculos. Em 1936, fotógrafos da revista Country Life registraram a fotografia paranormal mais famosa da história: na escadaria principal, o fantasma de Lady Dotorhy Walpole, conhecida como a dama de castanho pelo tom de seu vestido, apareceu.  A imagem, que foi comprovada real, se tornou um ícone, assim como a residência.  Quem tem coragem de visitar?

São Paulo Fashion Week N42

O São Paulo Fashion Week terminou hoje e já é regra: a gente fica doida pra saber o que mais interessante foi apresentado por lá. São as maiores marcas do país, que ditam tendências, reunidas em um evento que dura quatro dias, e não podia ser diferente: é pra onde se voltam os olhares de todos os apaixonados por moda nessa época.

Por isso, hoje eu trago pra vocês as maiores apostas da 42ª edição do SPFW, apresentadas nos desfiles que mais deram o que falar e, com certeza, logo farão parte do nosso guarda-roupa.

Vale lembrar que a segunda edição desse ano (tem post da primeira aqui!) vem com o nome SPFWTrans42, celebrando o conceito de “transformação, transição e transgressão”.
Bora conferir?
 

RONALDO FRAGA
Se tem um desfile que merece ser citado é esse. Olha só que incrível: o estilista Ronaldo Fraga levou 28 mulheres transexuais para as passarelas, e elas desfilaram várias versões diferentes do mesmo vestido – isso porque a identidade visual de cada um contava um pouco da história de cada uma delas. O mais interessante é que todas ali estavam estreando como modelo: eram cabeleireiras, bancárias, garotas de programa, entre outras profissões. A ideia era trazer as questões de gênero e lembrar o triste fato de que o Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo.
 

ANIMALE
A marca trabalhou com peças femininas, elegantes, simples, leves e sutis. Tecidos fluidos e modelos vaporosos, recortes diferentes em cores bem clarinhas – principalmente branco! – foi o que tomou conta das apostas do desfile da Animale.
 

 À LA GARÇONNE
A grande inspiração do desfile da À La Garçonne foi o estilo esportivo, com uma pegada bem motocross. Jaquetas, moletons, roupas em neoprene, parkas e camisetas oversized  foram alguns dos itens que mais apareceram na passarela. Essa linha esportiva é uma tendência que vem aparecendo cada vez mais nos looks do dia a dia – e, pelo jeito, agora chegou pra ficar. Vale lembrar que um dos momentos mais comentados do evento rolou no desfile da À La Garçonne: a modelo Transexual Valentina Sampaio teve sua estreia nas passarelas, e foi apontada como uma das maiores apostas no SPFW. 
 

LOLITTA
O grande destaque do desfile da marca foi a linha Sand, que faz o beachwear da marca. A Lolitta apresentou várias peças de tricô e apostou em cores vibrantes, como o pink, o amarelo e o laranja. Repara só o que tomou conta total dos pés das modelos: as slides! 
 

ÁGUA DE COCO
Mais beachwear! A ideia da marca foi criar peças inspiradas em um verão jovem e fresh, do tipo “férias no paraíso”. Os recortes apresentaram um mix entre o sexy e moderno e entre as estampas dominaram aquelas com um ar tropical, como flores e frutas. 
 

IÓDICE
Marsala, caramelo, amarelo, preto e nude. Essa foi a cartela de cores predominante no desfile da Iódice. Com referências tradicionais e urbanas, as peças em veludo foi o que mais chamou atenção na passarela, assim como as túnicas amarradas passando pela cintura (inspiração indiana), dando um ar moderno e super diferente. 
 

A BRAND
Conforto foi a palavra de ordem no desfile da marca. Blusões, calças largas, parkas e pijamões em cores mais clássicas que combinam com a meia-estação. Tudo com um ar tecnológico e meio esportivo, a ideia da A Brand era criar uma linha pra quem ama moda, mas ainda assim preza o conforto. Destaque pra o toque fun: a estampa de bassets que apareceu em várias peças.
 

VITORINO CAMPOS
O desfile da marca foi marcado por dois momentos. Primeiro, peças com modelagens largas, leves, em tons mais iluminados – principalmente rosa – em uma linha mais autunal e confortável. No segundo momento, peças mais sexys e ao mesmo tempo sérias, com muita transparência, pele à mostra e com cores mais neutras foram as apostas.
 

OSKLEN
A Osklen apostou em peças mais simples e clássicas, com um ar mais relax em peças super confortáveis. O preto e branco dominou a passarela, com pequenos toques de amarelo, verde e laranja.
 

AMIR SLAMA
A principal referência da marca eram os anos 50 e 80. O beachwear de Amir é conhecido pelos recortes certeiros, e foi exatamente isso que trouxe a modernidade para as peças. A cartela de cores? Preto, branco, e estampa de oncinha em pink, roxo e laranja.
 

HELÔ ROCHA
Pense em roupas extremamente leves, fluidas, etéreas, femininas e muito poderosas. As peças são todas em branco ou nas clássicas estampas Liberty (esse tecido todo florido em um padrão pequeno, que ficou conhecida por esse nome por causa da loja inglesa Liberty of London, pioneira da estampa desde os anos 80!). A estilista Helô disse que se inspirou no axé para fazer as suas peças, trazendo o ritmo para a forma de roupa de um jeito muito livre e sentimental. Sentiram a vibe?
 

RATIER
Vamos lembrar: Renato Ratier, o fundador da marca, é também proprietário de uma das casas noturnas mais conhecidas em São Paulo, a D-Edge. Por isso, era de se esperar que a coleção da marca tivesse aquela pegada de balada, com looks noite e super moderninhos. Preto e metálico dominaram a passarela em shapes mais esportivos e soltos – tudo inspirado nos anos 80 e 90.
 

JUST KIDS
A Just Kids inovou de um jeito simples – uma coleção de poucos looks, sendo que a peça principal era a mesma em todos eles: o moletom! Inspirado em Nova York dos anos 70 e 80, os agasalhos chegam do jeitinho que a gente já gosta e já considera tendência: bem larguinhos e com estampa de frases.
 

MEMO
Olha só que interessante, galera: é Memo é a primeira marca da história do SPFW a fazer um desfile de roupas do mundo fitness! Não é de hoje que a gente vê as peças da academia invadindo o dia dia, ou até colocando um toque mais descolado e fashion no que usamos para nos exercitar, né? A coleção foi inspirada no mundo das cores, com tons vibrantes – alguns contrastando com bege e preto – e muitos recortes diferentes.
 

COTTON PROJECT
A Cotton Project se inspirou na música e na cultura jovem pra criar a coleção. Quando falamos em música, a pegada veio do ritmo eletrônico da década de 80 em Nova York. As peças tem uma pegada mais fun, com estampas divertidas e tons fortes de rosa e azul combinando com o branco e preto.
 COCA COLA JEANS
Os básicos que a gente mais ama tomaram a passarela na coleção: jeans, preto e branco. Destaque pro mix de diferentes lavagens de jeans, que vem fazendo sucesso entre as celebs gringas há um tempo e ganha ainda mais força. Mas, um item chamou atenção: o jean apareceu também nos pés das modelos, em botinhas de cano curto. Será que a tendência pega?