Trend: Os Acessórios Que Prometem Bombar no Inverno

A estação mais queridinha do mundo da moda tá chegando por aqui: o inverno! Quando a gente pode abusar ainda mais nas texturas, camadas e… acessórios! E é exatamente sobre isso que vamos falar hoje – vocês já sabem quais as maiores apostas pro inverno 2017 quando o assunto são os acessórios?
 

SAPATOS DE VELUDO MOLHADO
O tecido (lindo!) que tem a cara do inverno já invadiu o nosso guarda roupas e, agora, vai tomar conta de nossos pés também! As ankle boots, botas over the knee e tênis desse material estão por todo lugar e já viraram febre na meia estação, prometendo arrasar ainda mais quando os termômetros abaixarem de vez. A textura diferente e o brilho do calçado dá uma graça nova até ao look mais simples. Concordam?
 

MEIAS
Foi-se o tempo que aquela meinha aparecendo era considerada “brega”. Elas chegaram pra ficar e de todas as formas possíveis: neutras, de lã, coloridas e cheias de atitude. E não é pra usar só com tênis não, gente! Vai com tudo: desde a bota até a sandália. Fiquem de olho, principalmente, nas meias de renda, que ficam uma graça com sapatos de salto. Olha só como fica show:
 

GORROS
Tá ai uma acessório que eu amo e, por sorte, ele voltou com tudo! A atenção principal é para os com frases bordadas e estampadas e os que acompanham um pompom bem na ponta.
 

MILITARISMO
O verde militar e a estampa de camuflagem aparecem com força na estação. E você não precisa se prender as roupas para usá-la: sapatos, bijuterias, bolsas e lenços também são bem-vindos!
 

CINTOS
Os cintos, marcando a cintura e criando uma silhueta mais curvilínea, prometem fazer sucesso. Seguindo o sucesso minimalista dos últimos tempos, a aposta são nos cintos de couro, com cores neutras e sem nenhum detalhe – apenas o fecho discreto.
 

GOLA DE PELO
Dá pra pensar em algo mais a cara do inverno do que os pelinhos? Eles aparecem nas golas de casacos, jaquetas e, principalmente, das parkas. É legal lembrar que a gola de pelinhos pode ser comprada separadamente e colocada junto a várias peças diferentes!

Dicas: Self-Care

É história antiga: as mulheres, ao longo do tempo, foram instruídas a cuidar das pessoas ao seu redor.
Hoje em dia, muito tem se falado do self-care.  Esse termo quer dizer nada mais do que cuidar de si mesma, e se preocupar em estar bem consigo antes de poder fazer o bem aos outros. São pequenos detalhes do dia a dia que, se botados em prática, podem nos ajudar muito a melhorar a saúde física e mental. Olhem só alguns exemplos… 
 

Não ache que precisa fazer tudo sozinha. Pedir uma ajudinha – seja ela um conselho pra sua amiga, ou uma mãozinha naquela tarefa para sua mãe – é normal e vai ajudar a fazer com que você não se sinta sobrecarregada, deixando mais tempo livre para as atividades prazerosas.
 

Não se compare! A gente vê por aí o tempo todo aquela garota perfeita na capa das revistas, no instagram, na TV, e parece que o mundo nos obriga a ser igual. Isso não é verdade, gente… aqui entra a regra que todo mundo é especial do seu jeito. Você não precisa ser bonita como ela, e sim bonita como você!
 

Escolha um dia na semana para se dar um cuidadinho extra. Seja ir no salão fazer as unhas, hidratar o cabelo em casa, fazer uma máscara de desintoxicação… qualquer mimo vale! Isso faz a gente se sentir renovada, mais bonitas e prontas pra outra!
 

Pode parecer bobo e pra alguns até difícil, mas é algo importante tentar ver o lado bom das coisas e das pessoas. Em vez de procurar o lado negativo no que está a sua volta, a dica é desenvolver o otimismo. A forma que você vê o mundo está diretamente ligada à forma que você segue sua vida.
 

Que tal se propor objetivos novos todos os dias e se esforçar para segui-los? Pode ser algo simples, como tomar mais água para dar uma atenção extra à saúde… o importante é que completar essas tarefas vai fazer com que você se sinta bem, sem contar os diferentes benefícios que cada uma delas vai trazer à sua vida.
 

 

Os Nutrientes Essências Para As Mulheres

Oi meninas! O post de hoje vai especialmente pra nós, mulheres. A gente sabe que todos têm que seguir uma alimentação saudável e balanceada, mas hoje vamos falar de alguns alimentos que ajudam em probleminhas que atingem principalmente a gente, como celulite e TPM. Quem se interessou? Bora conferir!
 

As mulheres sofrem bastante com problemas intestinais, principalmente com o intestino preguiçoso. Existem algumas fibras que podem ajudar com isso, mas o principal é o combo mamão + aveia. Ingerir esses dois alimentos juntos pela manhã garante o bom funcionamento do intestino durante o dia inteirinho!
 

Alimentos ricos em cálcio e vitamina C ajudam a minimizar os sintomas da TPM. Laranja, brócolis, banana e leite são alguns dos principais alimentos que ajudam a aliviar. Sem contar nosso grande mimo e maior desejo que – é comprovado, gente! – ajuda nesse período chatinho: o chocolate. Mas tem que ser com uma porcentagem de cacau igual ou maior que 70%, viu?
 

É de praxe: a gente sempre se incomoda com aquela marquinha no corpo ou acha que algo não está legal. Mas, vocês sabiam que os alimentos com potássio, ferro e zinco ajudam a minimizar e a prevenir a celulite? Uva-passa, legumes, ovos, vegetais escuros e as proteínas: carne vermelha, peixe e frango, podem ajudar nesse ponto.
 

Todo mundo já viu nos filmes por aí as mulheres fazendo hidratação no rosto e deixando um pepino descansar nos olhos, né? Pois é gente… ele realmente faz bem pra pele, e tem um ótimo efeito também quando ingerido. Ele funciona como um regenerador celular, além de conter propriedades cicatrizantes, pois é rico em vitamina C e ácido fólico.
 

E para os cabelos? Bom gente, é bem indicado comer nozes e castanhas. Isso porque elas são ricas em zinco, o que estimula o crescimento do fio e, de quebra, reduz a oleosidade!

Do Coachella Para o Dia a Dia

Galera, acabou de rolar um dos mais conhecidos e esperados festivais de música da atualidade: a edição de 2017 do Coachella! Isso significa que os olhos do mundo da moda estavam completamente voltados ao festival, já que, além de muita música boa, rola um verdadeiro desfile de moda por lá todos os anos.

É referência, tendência resgatada e tendência nova pra todos os lados. Modelos, cantoras, atrizes, youtubers, garotas comuns… é fácil perceber que todas se dedicam para escolher o look certo para curtir os shows – que, além de estilo, tem que ter muito conforto.

O fato é: em um momento em que o boho chic vem estando em alta há um bom tempo, o Coachella se torna um ótimo lugar para buscar dicas de moda e imaginar o que vai bombar por aqui muito em breve. É uma passarela de uma forma mais acessível e muito mais fácil de adaptar ao dia a dia.
 

Não precisa de mais motivo pra gente dar aquela famosa conferida nos melhores looks que apareceram por lá, né gente?

A História da Maquiagem

Vocês já pararam pra pensar quem começou com essa história de pintar a cara, como os produtos de make surgiram e como eles vieram a ser como a gente conhece hoje? Pois é isso que eu vim contar pra vocês, amores!
 

Tudo começou lá no Egito, onde tanto os homens quanto as mulheres pintavam os olhos e marcavam as sobrancelhas com hena, carvão e uma substância chamada khol. O fato é: a pintura, naquela época, não era feita por vaidade. O povo egípcio acreditava que os olhos pintados serviam como uma espécie de escudo para doenças e infecções, e que os deuses chamados Horus e Ra ajudavam a protegê-los quando eles eram coloridos assim. A Cleópatra, que preenchia o olhar e as sobrancelhas de forma que lembrasse um gato (delineado de gatinho!) é a maior referência do visual dessa época.
 

Agora que já falamos como essa história surgiu, vamos avançar um pouquinho no tempo e saber um pouco mais como o jeito de nos pintarmos evoluiu nos últimos anos, em uma retrospectiva dos anos 10 até hoje. Vocês já viram aqueles vídeos rapidinhos feitos pelo canal WatchCut Video, no YouTube? Eles contam a evolução de diferentes coisas ao longo do tempo, e a ideia desse post veio diretamente de lá. E, pra hoje eu escolhi o vídeo que retrata a história da maquiagem – intitulado “100 years of beauty” por lá. Pra quem ainda não conferiu, olha só que demais!  
 

Década de 10
A make aparece ainda tímida no rosto das mulheres. Os olhos não levam maquiagem, o foco fica total e completamente nos lábios, um pouco rosados e carregados de brilho e nas maças do rosto, bem marcadas, dando o ar de saúde.
 

Década de 20
Os anos 20 foram marcados pela liberdade. As bandas de jazz surgiram fazendo sucesso e levando todos aos salões para dançar e curtir uma boa música – inclusive as mulheres, o que era um fato inédito até então. O batom na cor carmim, que formavam um coração bem ao centro dos lábios era a maior característica da época. Um traço médio marcava a pálpebra superior, bem rente aos cílios, e as sobrancelhas eram completamente raspadas e redesenhadas com lápis.
 

Década de 30
Crise de 29. A liberdade se apaga e a economia sofre uma dura recessão. A maquiagem, então, por ser algo belo, passa a ser vista como uma forma de escapar da realidade. Os olhos aparecem mais marcados e bem contornados, a pele mais caprichada e os lábios oscilando entre o vermelho e o rosa, mas sempre dando muito valor ao volume da boca – muitas vezes o aumentando.
 

Década de 40
A guerra abalou o mundo da beleza. Não havia matéria-prima para a fabricação dos cosméticos e a mulher teve que improvisar seus produtos. Graxa, carvão, pétalas de rosas e frutas vermelhas entravam na lista dos novos produtos. O delineado de gatinho começa a aparecer, as sobrancelhas e as bochechas são bem marcadas e os lábios mais naturais, apenas levemente rosados.
 

Década de 50
A Segunda Guerra Mundial acaba e temos o cenário contrário da década anterior. A fabricação dos cosméticos volta e aparece com muito mais variedade e se torna destaque nas lojas. A mulher se torna mais sofisticada, glamorosa e feminina. Os olhos aparecem mais elaborados, pela primeira vez com sombras de tons diferentes se misturando. Lábios vermelhos, cílios postiços, muita máscara e muuuito delineador marcam a época.
 

Década de 60
O auge da prosperidade financeira. O início do movimento hippie e, com ele, as cores começam a surgir na make. Laranja, roxo, azul, rosa, dourado e verde eram cores muito usadas nos olhos, mais alegres pela primeira vez e o grande destaque do momento.
 

Década de 70
O movimento hippie continua, mas a maquiagem, aos poucos, vai deixando a extensa cartela de cores de lado. A cintilância é a nova estrela da vez, aparecendo tanto nas sombras quanto nos lábios.
 

Década de 80
Não dá pra falar em anos 80 sem falar da era Disco. Muito brilho, exagero e… música pop! A música começa a influenciar diretamente a moda e a beleza e os cantores viram ícones de estilo. Os olhos voltam a ganhar cor, um leve contorno e o blush bem marcado aparece em alta. Destaque, também, para o cabelo bem frisado e armado, super característico da época.
Década de 90 
A make começa a ficar mais leve, mais natural. Uma sombrinha branca, acompanhada de um traço simples de lápis rente aos cílios superiores. O batom começa, pela primeira vez, a variar os tons. Marrons, roxos, rosa queimado e tons terrosos aparecem. E, as divas da música continuam a ter bastante influência nesse universo.
 

Anos 2000
O que a gente chama hoje de “gótica suave” aparece. O principal e registro certo da época eram os olhos beeeem pretões, completamente marcados em cima e em baixo. Blush marcado e as sobrancelhas finas também caracterizam a época.
 

2017
 
E, hoje em dia… a gente compõe o visual com uma mistura de tudo isso aí em cima. Tudo é válido na make e novas tendências e produtos são apresentados por segundos. Makes neutras são desejadas, e as coloridas também. Batons neutros e mais chamativos, blush rosado ou contorno, make opaca ou com muito iluminador… tudo é válido e a maquiagem, muito mais que beleza, se transformou em uma forma de expressão!