O Vestido Perfeito: Como Escolher?

O look perfeito sempre é a nossa maior preocupação quando o assunto são grandes festas, certo? Por isso, hoje vou dar algumas dicas para vocês de como sempre acertar no visual.

O primeiro passo é considerar o local onde vai acontecer a comemoração. Se o evento for ao ar livre, como na praia ou em um parque com grama, lembre-se de colocar seu conforto em primeiro lugar: vai ser impossível caminhar com um salto muito fino e um vestido com cauda certamente não é o mais indicado.
 

Casamentos sempre tem regras mais rígidas. Se você é madrinha, é de bom tom evitar usar preto – a menos que seja um pedido da noiva. Para todas as convidadas, qualquer tecido muito claro, que se aproxime do branco, não é indicado. Não esqueça que, por mais que aquele vestido rosa clarinho pareça perfeitamente colorido pra você, ele pode sair quase branco nas fotos.
E quanto ao comprimento? Os convidados estão sempre liberados a escolher os comprimentos que mais os agradem – mas, é sempre bom ter bom senso e lembrar que algo muito curto pode não combinar com um evento mais chique. Se você não gosta de vestidos muito longos, os mídis são uma ótima opção e estão super em alta no momento.
 

No entanto, é regra: formandas, madrinhas e acompanhantes de formandos (mães e namoradas) devem usar sempre vestidos longos. O comprimento correto é com a barra do vestido rente ao chão.
 

Uma das principais dúvidas é como se arrumar para um evento mais elegante de dia, como um casamento. Isso porque a gente sabe que peças mais leves são as que combinam mais para a comemoração – no entanto, esta merece a mesma dedicação do que qualquer outro evento à noite.
Vestidos com tecidos mais fluídos combinam bastante para o dia, assim como as cores mais alegres.
 

Tecidos com paetês e muito brilho já podem ser demais, mas bordados são sempre bem vindos.
Outra coisa a se considerar é o horário. Se a festa vai começar no fim da tarde, isso significa que ela ainda vai estar rolando à noite – isso te dá carta branca para looks um pouco mais pesados.

#DicasDeFilmes: Edição Musicais

Quando duas coisas incríveis se juntam, é impossível ficar ruim, certo? Por isso, hoje vou indicar pra vocês alguns filmes que contam com muita música boa e até danças incríveis. Bora conferir?
 

Grease – Nos Tempos da Brilhantina
Não dá pra falar de musicais sem falar de Grease, né? Um clássico dos anos 70, o filme conta a história de um casal de estudantes, Danny e Sandy – interpretados pelos incríveis John Travolta e Olivia Newton-John – que vivem um amor de verão, sem saber que o destino planeja um reencontro dos dois. Tudo isso regado a muita música boa! Aliás, o filme eternizou algumas canções. Quem nunca ouviu as famosas “Summer Nights” e “You Are The One That I Want”? Um filme icônico que vale muito a pena ver!
 

Chicago
O elenco conta com Renée Zellweger, Catherine Zeta-Jones, Queen Latifah e Richard Gere. Precisa de mais motivos para assistir Chicago? O filme é um musical no estilo cabaret, e conta a história de Roxie (Renée Zellweger), que acaba sendo presa por matar o seu amante. O mais interessante é que o filme se passa inteiro dentro de uma prisão feminina, e quase todos os números se passam na imaginação das mulheres que vivem ali. Tudo isso acompanhado de muita música e coreografias de arrasar.
 

Footloose
O filme, lançado em 2011, é um remake do clássico de 1984. Ele conta a história de Ren McCormick, que se muda para uma cidade do interior pra viver com seus tios. Chegando lá, ele se revolta ao descobrir que as pessoas eram proibidas de dançar na cidade – tudo devido a um grave acidente de carro ocorrido há poucos anos, quando um grupo de adolescentes voltava de um baile. Ele conhece e se apaixonada por Ariel, interpretada por Julianne Hough, filha do Revendo Moore – o homem responsável pela nova lei – e começa, então, a procurar formas de mudar essa imposição.
 

Os Miseráveis
Inspirado na obra de 1862 do escritor francês Victor Hugo, Os Miseráveis é um drama que se passa no século XIX, entre duas batalhas: a Batalha de Waterloo e os motins de junho de 1983. Ele acompanha duas histórias que acabam se cruzando: a fuga de um prisioneiro em busca de recomeçar a sua vida, e a luta de uma mulher para sustentar a filha, que está nas mãos de um casal que a maltrata. A versão de 2012 do filme traz no elenco Anne Hathaway, Hugh Jackmann, Amanda Seyfried e Russel Crowe.  Em 2013, o filme concorreu ao Oscar de Melhor Filme, e Anne Hathaway não só foi indicada, como levou a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante pra casa.
Burlesque
Ali, vivida por Christina Aguilera, se muda para Los Angeles para tentar a sorte. Tudo começa quando ela é contratada como garçonete no The Burlesque Lounge, onde, todas as noites, apresentações musicais com o tema burlesco acontecem. Encantada pela música, pela dança e pelos lindos figurinos, Ali tenta de tudo para conseguir subir ao palco. O elenco conta ainda com Cher, Cam Gigandet, Eric Dane e Julianne Hough. Uma coisa é certa: a voz da Christina Aguilera é de arrepiar!

O Produto da Vez: Condicionador a Seco

Assim que os shampoos a seco chegaram às lojas, o produto virou queridinho e uma febre entre todas nós. Ele remove a oleosidade do cabelo e algumas versões ainda dão o tão sonhado volume na raiz. Agora, parece que é a vez do condicionador a seco.

O produto promete hidratar e melhorar a aparência dos fios em segundos, tirando aquele aspecto de ressecado e pontas “durinhas”. Ele não é nada oleoso e ainda não sobrecarrega os fios, como acontece com os óleos para cabelo, que tem a mesma função. 
Como se não fosse o bastante, o uso do produto ainda tem benefícios a longo prazo, já que sua hidratação é intensa. Ele deixa os fios mais saudáveis e a aplicação do produto ainda fecha as escamas do cabelo, o que faz com que ele esteja protegido do sol.
Mas atenção, gente: o indicado não é usar ele como um creme pra pentear. É pra aquelas horas em que você precisa de um cabelo hidratado e bonito de forma rápida e não tem tempo pra fazer o procedimento “original”.
Quem mais tá super ansiosa pra testar?

O Óculos Certo Para Cada Rosto

Faz tempo que os óculos de grau deixaram de ser apenas uma necessidade para corrigir a visão – eles viraram um acessório! E, assim como todos os outros, existem aqueles que nos valorizam e combinam mais com a gente. Pensando nisso, hoje vamos falar das armações mais indicadas para cada tipo de rosto.
 

ROSTO QUADRADO
O maxilar saliente é a característica mais forte desse tipo de rosto. Por isso, os mais indicados são os óculos de armação arredondada – eles dão a impressão de que a área dos olhos é maior, equilibrando, assim, as proporções do rosto.
 

ROSTO TRIANGULAR
Esse tipo de rosto é caso inverso do formato a cima: nesse caso, a testa é maior do que o queixo. Por isso, o ideal é não chamar tanta atenção para a parte dos olhos, optando por modelos menores – evitando sempre aquelas que cobrem uma parte das maças do rosto. Uma boa pedida é o modelo gatinho, pois ele dá uma alongada na região.
 

ROSTO REDONDO
Pense sempre no inverso: para equilibrar, o ideal nesse caso é utilizar armações retangulares, com o formato mais bruto e reto. Só não são indicados os modelos com a armação muito fininha, quase imperceptível.
 

ROSTO OVAL
Esse é o formato de rosto considerado mais equilibrado por si só, já que todas as proporções aparecem por igual, sem nenhuma área em evidência. Por isso, todas as armações tendem a cair bem.

Guiaderodas: Por Um Mundo Mais Acessível

Galera, vocês já ouviram falar do aplicativo guiaderodas? 
Olha só que legal: o app tem o objetivo de promover um mundo mais acessível, identificando informações de acessibilidade pra pessoas com dificuldade de locomoção, como: cadeirantes, idosos, gestantes, pessoas com carrinho de bebê e pessoas operadas.

Edifícios comerciais, escolas, universidades, clínicas, hospitais, hotéis e residências são avaliados com apenas alguns toques na tela. É uma maneira fácil de saber se aquele lugar que você está indo tem todos os requisitos para atender as suas necessidades, já que muitos estabelecimentos no Brasil não possuem acessibilidade.

O reconhecimento é feito através do selo qualificador guiaderodas. Após a visita e a análise do local, o app dá a classificação em três níveis: o selo silver (prata), gold (ouro) e o mais completo, platinum (platina).

Uma das propostas do aplicativo é mudar o conceito que a gente tem de acessibilidade: é importante lembrar que, mesmo não sendo uma situação presente no momento, existe a possibilidade de, algum dia, nós precisarmos de instalações acessíveis, seja por limitações provisórias ou permanentes. 
A qualidade é garantida: o app foi premiado pela ONU e tem avaliações em mais de 30 países!

Se interessou? O app está disponível pra Android e iOS, e você pode baixar aqui.
Quer saber mais sobre o guiaderodas? Você pode visita-lo no Facebook e no site oficial. 😉